Em SP, Ômicron tem rápido crescimento em curto espaço de tempo

Secretário de Saúde da capital paulista diz que casos de Covid tiveram aumento de 30% em janeiro, mas não impactaram rede hospitalar

atualizado 05/01/2022 9:36

Hospital de Campanha Pedro Dell'Antonia de Santo André - São PauloFábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – O secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, afirmou nesta quarta-feira (5/1) que os casos da variante Ômicron na capital paulista seguem rápido ritmo de propagação.

“O que vemos é que o grau de disseminação da Ômicron em São Paulo segue gráfico parecido com da Ásia e Europa: rápido crescimento em curto espaço de tempo”, alerta o secretário.

De acordo com ele, na primeira semana de dezembro, 5% dos casos de Covid sequenciados eram da nova variante. Na semana seguinte, já representavam 37%. Dados desta semana apontam que o índice está em 52%.

O secretário, entretanto, diz que o sistema de Saúde não foi afetado. “Houve aumento de 30% de casos de Covid em janeiro, mas a rede hospitalar não foi impactada”, pontua.

Mais lidas
Últimas notícias