Enem 2019: após erro, estudantes temem perder vagas nas federais

Inscrições do Sisu começam nesta terça-feira (21/01/2020) e encerram na sexta (24/01/2020)

Vinícius Santa Rosa/MetropolesVinícius Santa Rosa/Metropoles

atualizado 20/01/2020 17:38

Estudantes de todo o país estão apreensivos com a “inconsistência” em notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 e temem ser prejudicados ao tentarem vaga no ensino superior. No sábado (18/01/2020), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, revelou que houve erros na contabilização dos pontos da prova.

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2020 vai abrir o período de inscrições nesta terça-feira (21/01/2020).

Abraham Weintraub afirmou, nesta segunda-feira (20/01/2020), que cerca de 6 mil participantes foram afetados por erros na correção da prova.

“Não basta morrer estudando o ano todo pra passar em uma faculdade e ainda tem que ficar inseguro sem saber se a nota está certa, pois o Sisu abre no dia seguinte”, relatou Maicon, em rede social.

De acordo com Weintraub, o impacto dos erros é “baixo” e as notas serão corrigidas diretamente na plataforma até o fim desta segunda (20/01/2020).

“Sério, isso é desesperador: não saber se houve erro, ou não, e quando a nota será entregue novamente. Além disso, o Sisu batendo na nossa porta. Realmente o melhor Enem de todos os tempos”, ironizou a estudante identificada como o “Fabizinha”.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Alexandre Lopes, recebe a imprensa às 19h desta segunda para apresentar detalhes da força-tarefa.

O canal de atendimento do Inep fechou às 10h desta segunda-feira (20/01/2020).

Últimas notícias