Preços dos aluguéis diminuem 0,31% em junho, aponta FGV

O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais cai em junho após subir 0,59% em maio. No ano, acumula alta de 8,05%

atualizado 06/07/2022 10:06

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (Ivar) retraiu 0,31% em junho, e acumula 8,05% de aumento em 12 meses. Essa redução ocorre após sete meses meses de altas consecutivas. Em maio, já indicava uma desaceleração, quando foi de 0,82% em abril para 0,59%. Os dados são do Instituto Brasileiro de Economia, da FGV, e foram divulgados nesta quarta-feira (6/7).

Entre as capitais, a única onde houve incremento nos preços em junho foi São Paulo, aumento de 0,86%. Na contramão, Belo Horizonte viu os valores de aluguéis encolherem 4,12%. Essa foi a maior queda entre as quatro cidades analisadas: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Essa redução nas cidades influenciou nas taxas interanuais de BH e Porto Alegre (de junho de 2021 para junho de 2022). A capital mineira desacelerou de 15,96% para 7,89% e a capital gaúcha caiu de 8,06% para 6,29%.

Houve, contudo, aceleração em São Paulo e no Rio. Os paulistanos passaram de 6,49% para 8,23% e os cariocas de 10,33% para 10,43%.

O Ivar é o indicador do Ibre, da Fundação Getúlio Vargas, que mede a evolução dos valores cobrados pelo aluguel de imóveis de residência nas quatro capitais brasileiras. As informações são coletadas de contratos de locação anônimos junto a imobiliárias. Esse indicador é considerado na formação do indicador IPC-S, que mede a inflação ao consumidor.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente

Mais lidas
Últimas notícias