Novo corte na produção de petróleo será discutido nesta quarta

Grupo pode cortar as produções em até 2 milhões de barris por dia e decisão deve respingar no Brasil

atualizado 05/10/2022 9:28

plataforma de petróleo petrobras Mario Tama/Getty Images

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e Aliados (Opep+) se reúne nesta quarta-feira (5/10) para decidir novo cortes na produção de petróleo a partir de novembro. A reunião acontece em Viena, na Áustria. 

De acordo com os relatórios divulgados, a expectativa é de que a Opep+ reduza suas produções em até 2 milhões de barris por dia para sustentar a nova queda de preços. A principal defensora dessa medida é a Arábia Saudita. 

Um novo corte significa manter os preços dos combustíveis no patamar atual, entre US$ 80 e US$ 90. A decisão também deve respingar no Brasil, que absorve os preços do exterior, por meio do paridade internacional (PPI).

A decisão pode reacender os temores de uma nova escalada da inflação, atualmente em queda, como mostrou o último IPCA-15 (-0,37%). O Banco Central, em sua última ata deixou claro que não descarta novos aumentos da taxa de juros, a Selic, e dependerá do cenário externo.

Mais lidas
Últimas notícias