Mercosul busca acordo comercial com Estados Unidos

Macri afirmou que Brasil e Argentina discutem acordo de livre comércio com o país norte-americano

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 05/07/2019 8:45

Os governos do Brasil e da Argentina querem aproveitar a assinatura do acordo com a União Europeia para inaugurar conversas do Mercosul com os Estados Unidos sobre a formação de uma área de livre-comércio.

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, falou na quarta-feira (04/07/2019) publicamente sobre essa intenção. Uma fonte do governo brasileiro confirmou ao Estado que há interesse mútuo em que a pauta avance.

O tema também foi abordado entre representantes dos dois países na semana passada, em Bruxelas, onde foi concluída a negociação para o acordo entre Mercosul e União Europeia.

A avaliação é que o bloco sul-americano está diante de uma janela de oportunidade única. De um lado, há dois governos com visão liberal na Argentina e no Brasil. Além disso, o presidente americano, Donald Trump, vê com bons olhos o estreitamento das relações com Jair Bolsonaro e Macri.

Bom clima. Nos EUA, o ambiente é também favorável para a negociação de acordos comerciais. Em março, durante visita de Bolsonaro aos EUA, a possibilidade de abertura de negociações comerciais foi apresentada aos americanos, segundo fonte a par das conversas.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o secretário especial de Comércio Exterior, Marcos Troyjo, discutiram de maneira preliminar o tema com o secretário de Comércio, Wilbur Ross, e com o principal negociador comercial da Casa Branca, Robert Lightizer.

Últimas notícias