Mercado aumenta projeção de inflação e vê PIB menor em 2022

Relatório Focus divulgado nesta segunda-feira (27/9) projeta inflação maior, tanto em 2021 quanto no próximo ano

atualizado 27/09/2021 14:18

Michael Melo/Metrópoles

O mercado financeiro elevou novamente a projeção sobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o indicador oficial da inflação, em 2021. A projeção subiu pela 25ª semana consecutiva.

De acordo com previsão divulgada no Relatório de Mercado Focus desta segunda-feira (27/9), o IPCA deverá encerrar o ano em 8,45%. Na semana passada, a projeção era de que esse índice ficaria em 8,35%.

Já para 2022, o Focus registrou a 10ª alta seguida e agora o mercado espera o IPCA em 4,12% no ano que vem, acima dos 3,95% esperados quatro semanas atrás.

As consecutivas revisões nas expectativas de inflação têm contribuído para que o Banco Central continue subindo a taxa básica de juros, a Selic, que visa conter a inflação. No acumulado dos últimos 12 meses, a inflação já chegou a 9,68%.

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu, na semana passada, elevar, pela quinta vez seguida, a Selic. O aumento foi de um ponto percentual, o que fez o indicador passar de 5,25% para 6,25% ao ano. Com a alta, a taxa atinge o maior patamar desde julho de 2019.

No Boletim Focus desta semana, a previsão para a Selic em 2021 se manteve em 8,25% ao ano, a mesma da semana passada. Em 2022, espera-se que a Selic fique em 8,5%, também a mesma expectativa da semana passada.

PIB

Os agentes do mercado financeiro ouvidos pelo Banco Central mantiveram as projeções para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2021. A expectativa é que a economia brasileira cresça 5,04% este ano.

Para 2022, o mercado revisou para baixo, pela quarta semana seguida, as projeções para o crescimento do PIB. Segundo o Boletim Focus, a alta esperada para a atividade no ano que vem é de 1,57%. Há quatro semanas, era de 2%.

Últimas notícias