Dólar supera R$ 5,50 e Bolsa despenca com inflação e crise energética

A escalada generalizada de preços, em razão da crise energética, tem forçado bancos centrais de países desenvolvidos a elevarem os juros

atualizado 06/10/2021 17:22

Bolsa de Valores, Investimento, grafico, dinheiro, PIB, quedaFoto: Hugo Barreto/Metrópoles

A disparada da inflação no Brasil e no mundo impactou o mercado financeiro nesta quarta-feira (6/10). O dólar superou os R$ 5,50 e a bolsa de valores despencou. Diante de um cenário de crise energética global, investidores vendem suas ações e buscam ativos mais seguros.

Por volta das 11h50, a moeda americana era negociada a R$ 5,5026, com alta de 0,34%, após ter alcançado a marca dos R$ 5,5207 – maior cotação registrada desde 23 de abril.

Perto desse horário, o Ibovespa registrava queda de 1,37%, aos 108.947 pontos, influenciado pelas bolsas no exterior. Nos Estados Unidos e na Europa, os mercados também operam em baixa.

A escalada generalizada de preços, em razão da crise energética, tem forçado bancos centrais de países desenvolvidos a elevarem as taxas de juros básicos.

“Essa crise no setor energético também influencia os preços das commodities. O preço do gás natural segue subindo, devido à oferta reduzida e à alta da demanda, dado o período das baixas temperaturas no continente europeu”, analisa especialista em ações da Clear Corretora, Pietra Guerra.

Últimas notícias