Confiança empresarial cai ao menor nível desde fevereiro

Os quatro setores da economia pesquisados pela Fundação Getulio Vargas tiveram queda da confiança dos empresários em novembro

atualizado 30/11/2022 11:02

Marlon Costa/agência estado

O Índice de Confiança Empresarial (ICE), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou uma queda de 6,7 pontos em novembro, na comparação com outubro deste ano.

Segundo os dados divulgados nesta quarta-feira (30/11), o indicador chegou aos 91,5 pontos em uma escala que vai de zero a 200. Trata-se do menor nível desde fevereiro deste ano (91,1 pontos).

O ICE consolida os índices de confiança dos empresários de quatro setores da economia pesquisados pela FGV: indústria, construção, comércio e serviços.

Situação atual

De acordo com o levantamento, o Índice de Situação Atual Empresarial, que mede a percepção do empresário brasileiro sobre o momento presente, recuou 4,1 pontos em novembro, chegando aos 95,2 pontos.

Já o Índice de Expectativas despencou oito pontos em um mês, para 87,9.

Os quatro setores pesquisados tiveram queda do ICE em novembro. A mais acentuada foi a do comércio, que recuou 10,8 pontos no período. Em seguida, vieram serviços (-5,4 pontos), construção (-5,3 pontos) e indústria (-3,6 pontos).

O menor índice de confiança foi o do comércio, com 87,2 pontos. O maior ficou com a construção: 95,6 pontos.

Mais lidas
Últimas notícias