INSS rejeitou 55,8% dos pedidos de aposentadoria em 2019

Se aprovada, Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 06/2019 aumentará o tempo de contribuição aos trabalhadores

Agência Brasil/ArquivoAgência Brasil/Arquivo

atualizado 09/10/2019 14:32

O receio da aprovação da reforma da Previdência tem feito muitos brasileiros correrem, sem sucesso, às agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Isso porque a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 06/2019 aumentará o tempo de contribuição aos trabalhadores, caso aprovada.

Dados do INSS mostram que, até 25 de setembro deste ano, dos 1.613.541 pedidos de aposentadoria, apenas 713.428 foram concedidos, ou seja, 55,8% foram recusados. Os índices de pedidos rejeitados seguem dentro da média registrada nos últimos dois anos, quando a reforma da Previdência começou a ser debatida.

O presidente do INSS, Renato Vieira, acredita que o pedido das pessoas em aposentadorias, mesmo sem ter direito, é normal. Ele explica que os segurados estão fazendo o pedido de aposentadoria com medo de serem prejudicados. Contudo, mais da metade ainda não tem direito de se aposentar, conforme informou ao G1. 

O presidente do INSS convida àqueles que estão em dúvida a fazer o simulador de aposentadoria, do Meu INSS. Acesse a plataforma aqui.

Últimas notícias