Governo remaneja mais de 300 servidores da Infraero para o INSS

Essa foi a alternativa do Ministério da Economia para evitar contratações por concurso público. É a segunda vez que a medida é adotada

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 09/10/2019 11:24

O Ministério da Economia remanejou 319 servidores da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) para o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Essa foi a alternativa do governo federal para evitar contratações por concurso público.

A portaria que autoriza a movimentação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quarta-feira (09/10/2019).

Segundo o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, Wagner Lenhart, a medida vai aprimorar o desempenho institucional do INSS ao ampliar o quadro de pessoal. “Além de ajudar a atender às necessidades de pessoal do INSS, essa movimentação promove uma maior eficiência nos gastos públicos”, destaca.

Em agosto, o governo federal havia reforçado o quadro de pessoal do INSS. À época, foram movimentados para o instituto 62 empregados públicos da Valec, empresa de engenharia  e construções e de ferrovias.

IBGE
No último mês, o governo autorizou o remanejamento de servidores públicos de 11 órgãos para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que se organiza para realizar o Censo Demográfico 2020. Entre as autarquias afetadas, estão universidades, institutos federais e hospitais.

Ao todo, 11 servidores foram remanejados, sendo a maioria ligada à administração (8). Um técnico em assuntos educacionais, um pesquisador tecnologista, uma técnica de laboratório também foram remanejados.

Últimas notícias