Deltan faz propaganda do RenovaBR e apanha de esquerda e direita

Escola de políticos tem o apoio de Luciano Huck e elegeu 17 alunos nas últimas eleições, incluindo a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP)

atualizado 15/01/2020 12:48

Daniel Ferreira/Metrópoles

O procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, atraiu críticas em todo o espectro político nesta quarta-feira (15/01/2020). Pelo Twitter, Dallagnol fez propaganda de um curso do grupo RenovaBR, que é uma espécie de escola para políticos. “O curso do RenovaBR hoje é referência na preparação de futuros candidatos. Independentemente de posição política, é uma questão de cidadania”, escreveu o procurador. Veja a postagem:

Apoiado pelo comunicador Luciano Huck, que ensaia ele mesmo uma carreira política, o RenovaBR lançou 120 candidatos por diferentes partidos em 2018 e elegeu 17 parlamentares em assembleias regionais e no Congresso Nacional. A maioria dos eleitos (oito) foi do Partido Novo.

A mais famosa integrante do RenovaBR é a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP), que inclusive entrou em crise com seu partido e foi acusada por dirigentes da sigla de seguir mais o movimento do que a agremiação pela qual foi eleita.

Críticas 
A propaganda feita pelo procurador está atraindo críticas de políticos e militantes tanto da esquerda, para os quais o RenovaBR promove o liberalismo selvagem, quanto da direita, que acusam o movimento de ter inspirações comunistas. Veja alguns exemplos:

0

Últimas notícias