CPI convoca Carlos Wizard por causa de conselho a favor da cloroquina

Senador protocolou requerimento de convocação do empresário baseado em entrevista dada no ano passado

atualizado 18/05/2021 9:13

Carlos WizardReprodução/Instagram

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) protocolou, na segunda-feira (17/5), requerimento de convocação do empresário Carlos Wizard para depor na CPI da Covid. O objetivo é ouvi-lo sobre o “Ministério da Saúde paralelo” do governo Jair Bolsonaro, do qual supostamente o empresário faria parte.

O motivo para a oitiva de Wizard foi uma entrevista à TV Brasil, em 2 de julho do ano passado, em que ele afirma ter organizado um grupo de médicos, em um conselho científico independente responsável por difundir o tratamento precoce com a população.

Na entrevista, o empresário estava acompanhado da médica Nise Yamaguchi. A imunologista teria sugerido a mudança da bula da cloroquina para ser indicada na recuperação de infectados pelo novo coronavírus.

Wizard afirmou ter sido chamado para assumir uma das secretarias, mas que preferiu trabalhar “de forma independente e solidária ao combate da Covid-19”. Ele disse que passou um mês atuando como conselheiro ao Ministério da Saúde, durante a gestão de Eduardo Pazuello.

Carlos Wizard citou que, nessa ocasião, conheceu Nise Yamaguchi, Tony Wong, que morreu em janeiro em decorrência da Covid-19, e outros médicos defensores da cloroquina, como Roberto Zeballos e Dante Senra.

“Ou seja, são voluntários que estão dedicados, dedicando seu tempo, sua habilidade, sua experiência, compartilhando com a população o tratamento precoce.”

0

 

Últimas notícias