Condenado por infectar mulheres com HIV, empresário do RJ tem pena ampliada

Renato Peixoto Leal Filho cumpria sentença em prisão domiciliar. Com nova decisão da Justiça do Rio, ele deve voltar para a prisão

atualizado 24/09/2021 9:57

Renato Peixoto LealReprodução

O empresário Renato Peixoto Leal Filho, de 49 anos, está em prisão domiciliar desde setembro de 2019. Cumpriu dois anos em regime fechado e obteve o benefício de cumprir o restante da pena em casa, no estado do Rio de Janeiro.

Leal Filho é soropositivo e foi condenado por transmitir intencionalmente o vírus HIV para, ao menos, duas mulheres. E agora, tudo indica que ele deve voltar para a cadeia, como revelou reportagem do jornal O Globo.

A Justiça do Rio decidiu que ele vai permanecer por mais 5 anos e 4 meses, além do previsto em sua primeira sentença.

Diante da nova decisão judicial, a pena total sobe para 13 anos e quatro meses de prisão.

E, de acordo com a decisão da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, a indicação é que ela seja “mantido o regime inicial fechado, como fixado na sentença”.

Últimas notícias