Claudio Castro defende fogos no Réveillon do Rio: “Achamos razoável”

Governador apoia sugestão de Eduardo Paes e diz que decisão será debatida em reunião com os Comitês Científicos do município e do estado

atualizado 07/12/2021 12:37

Wagner Meier/Getty Images

Rio de Janeiro – O governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PL), vai submeter ao comitê científico o pedido do prefeito Eduardo Paes (PSD), para que seja mantida a queima de fogos no Réveillon da cidade. Castro afirmou que “acha razoável” que tenha os fogos na Praia de Copacabana, na zona sul, na virada para 2022.

“Achamos razoável o pedido pela exibição de fogos de artifício, mas concordamos em relação à variante Ômicron da Covid-19. Ainda definiremos como os transportes serão restritos nesses dias, mas já sabemos que não será permitido o estacionamento na orla. Essas medidas serão conversadas e alinhadas pelos comitês científicos estadual e municipal, além de secretários envolvidos nessa operação logística”, afirmou  o governador Cláudio Castro.

0

 

Caso seja aprovada a proposta, algumas medidas serão tomadas para evitar aglomeração e risco de contaminação da Covid-19. O estacionamento na orla será proibido, como forma de impedir aglomerações, e os transportes também não terão esquema especial de funcionamento na noite do dia 31. 

As festas privadas estão permitidas e cada município vai estipular as suas regras sanitárias para realização. A proposta é que a queima de fogos seja acompanhada de trilha sonora com música eletrônica, limitando o acesso ao bairro. 

“O esquema seria parecido com o do ano passado. Agora, vamos entender como fazer isso, a partir das orientações dos comitês, e vamos conversar com os modais de transportes (trens ônibus e metrô) para entender como restringir o acesso”, explica Castro.

Reunião na quarta

Na noite de segunda-feira, o prefeito Eduardo Paes afirmou que se reuniu com Castro para falar sobre o cancelamento do Réveillon na cidade. Em seu perfil no Twitter, Paes afirmou que pediu um encontro entre os dois Comitês Científicos para avaliar a possibilidade.

“Estive agora à noite com o governador Claudio Castro. Pedi que levasse a seu comitê científico a possibilidade de realizarmos ao menos os fogos em Copacabana e em alguns pontos centrais da cidade. @danielsoranz irá conduzir as negociações acerca do que é possível ser feito”, escreveu o prefeito em suas redes sociais.

A reunião conjunta, com os comitês do estado e do município, deverá acontecer na próxima quarta-feira, mas a data e o horário ainda não foram confirmados pela assessoria do governador, que também vai debater as normas e exigências para a realização de festas privadas, como por exemplo exigência de certificado de vacinas ou testes PCR.

Mais lidas
Últimas notícias