Carnaval no RJ: “Se tivesse restrição, eu ia furar”, afirmou Paes

Prefeito do Rio de Janeiro confirmou, neste domingo (03/10), realização da folia em 2022. Festa não terá regras de distanciamento social

atualizado 03/10/2021 19:24

Prefeito do Rio, Eduardo Paes, vai em campanha de vacinação no Cacique de RamosAline Massuca/Metrópoles

O Rio de Janeiro voltará a ter Carnaval a partir do ano que vem. A afirmação, contrárias às declarações do secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, e da Liga Independente das Escolas de Samba do RJ (Liesa), foi dada pelo prefeito Eduardo Paes, neste domingo (03/10).

Paes confirmou a programação para a folia em fevereiro de 2022 e sem distanciamento ou redução de público. O secretário de saúde havia ponderado que o Carnaval só deveria acontecer caso houvesse queda das taxas de contágio de Covid-19. Já a Liesa afirmou optar pelo adiamento da festa, caso o número de foliões fosse restrito.

O prefeito desconsiderou o posicionamento de Soranz e da Liga das Escolas de Samba e afirmou que a ciência vem permitindo a reabertura da cidade e que não há necessidade da população ser “viúva da pandemia”.

“A única certeza que a gente tem é que estamos vacinando todo mundo, e com todo mundo vacinado, a vida volta ao normal. Quem vai ficar fazendo distanciamento no Carnaval? Fica até ridículo, pedindo um metro de distância. Se tivesse, eu seria o primeiro a desrespeitar. Não vamos ficar também viúvas da pandemia, querendo que se tenha pandemia o resto da vida. A ciência avançou, venceu, e permitiu que se abra. Então vamos abrir, graças a Deus”, comentou o prefeito.

Reabertura

O Rio de Janeiro, assim como outras cidades do país, parece não sofrer mais os impactos do isolamento social advindos com a pandemia do novo coronavírus. Nas últimas semanas, a cidade tem vivido um processo de “retorno à normalidade”.

O governo do estado já permite a realização de eventos-teste, como jogos de futebol com público, shows e festas. No último sábado, a cidade recebeu, no Alto da Boa Vista, a primeira festa-teste.

Segundo o prefeito Paes, a população está cooperando com a volta da normalidade de maneira segura.

“Pelo o que estou vendo, as pessoas estão muito colaborativas. Ações agora são para abrir, voltar ao normal. Minha filha mesmo foi numa festa sexta, grande, e teve que fazer um teste antes. E as pessoas estão respeitando, fazem felizes porque sabem que é para a saúde dos outros. Mais um tempo e a gente para de exigir”, adiantou.

Por meio de nota, a Prefeitura do Rio informou que “trabalha para que tanto o réveillon quanto o Carnaval ocorram em sua plenitude sem a necessidade de qualquer medida restritiva. Mas somente será possível realizá-los desta maneira com a população vacinada e a pandemia de Covid controlada”.

Últimas notícias