Bolsonaro será transferido para hospital Vila Nova Star, em São Paulo

Presidente fará exames para avaliar se precisa de uma nova cirurgia; Bolsonaro está com uma obstrução intestinal

atualizado 14/07/2021 18:49

Hospital Vila Nova StarMariana Zylberkan

São Paulo – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) será internado na noite desta quarta-feira (14) no Hospital Vila Nova Star, no bairro da Vila Nova Conceição, na zona sul de São Paulo. O presidente fará novos exames de imagem para avaliar a necessidade de uma cirurgia de emergência no intestino.

O Metrópoles apurou com um integrante da equipe médica que, se for confirmado o “sofrimento intestinal”, ele será operado na sequência. Neste caso, a cirurgia seria realizada num período máximo de 24 horas.

O hospital Vila Nova Star reservou um quarto para receber o presidente Jair Bolsonaro, que saiu no fim desta tarde de Brasília.

Ainda não há definição sobre o tratamento a ser ministrado assim que o presidente chegar. Essa decisão caberá ao médico do presidente, o cirurgião Antônio Luiz Macedo.

Caso seja submetida a uma nova intervenção, seria a sétima cirurgia enfrentada pelo presidente desde o ferimento causado por uma facada em um atentado ocorrido na campanha eleitoral de 2018.

De acordo com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), Bolsonaro está com uma obstrução intestinal, e nos últimos dias, passou pelo incômodo de enfrentar uma sequência de soluços.

Bolsonaro foi internado no Hospital das Forças Armadas em Brasília na madrugada desta quarta-feira (14/7), após sentir dores abdominais, mas à tarde precisou ser transferido para São Paulo. O médico Antônio Luiz Macedo, responsável por operar o presidente em 2018 após a facada, o acompanhou em Brasília e o acompanhará na viagem. O médico atende no Hospital Vila Nova Star.

Em publicação nas redes sociais, o chefe do Executivo falou em “mais um desafio” após o atentado a faca sofrido em setembro de 2018, em Juiz de Fora (MG).

“Mais um desafio, consequência da tentativa de assassinato promovida por antigo filiado ao PSOL, braço esquerdo do PT, para impedir a vitória de milhões de brasileiros que queriam mudanças para o Brasil. Um atentado cruel não só contra mim, mas contra a nossa democracia”, escreveu o presidente nas redes.

0

Em setembro de 2018, Bolsonaro levou uma facada durante a campanha eleitoral, e foi internado para uma cirurgia de urgência em Juiz de Fora (MG). Dias depois, foi para São Paulo, onde passou por uma segunda cirurgia para desobstrução do intestino.

Já em janeiro de 2019, Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia no Hospital Israelita Albert Einstein para a retirada de uma bolsa de colostomia colocada após o atentado. Em setembro daquele ano, fez uma nova cirurgia para corrigir uma hérnia na área atingida pela facada. Em janeiro do ano passado, Bolsonaro fez uma vasectomia e em setembro, fez cirurgia para retirar um cálculo na bexiga.

Últimas notícias