Bolsonaro sobre possível nova cirurgia após facada: “Mais um desafio”

Presidente relembrou tentativa de assassinato em Juiz de Fora (MG), em setembro de 2018, quando ainda era candidato ao Palácio do Planalto

atualizado 14/07/2021 17:24

Reprodução/Instagram

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou, nesta quarta-feira (14/7), sobre “mais um desafio” após o atentado a faca sofrido em setembro de 2018, em Juiz de Fora (MG). O chefe do Executivo está internado desde a madrugada desta quarta, quando deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, com dores abdominais.

De acordo com a Secretaria de Comunicação da Presidência, Bolsonaro foi diagnosticado com uma obstrução intestinal e precisará ser transferido para São Paulo. Na capital paulista, ele passará por novos exames para avaliar a necessidade de eventual cirurgia de emergência. Caso seja realizado, será o sétimo procedimento cirúrgico a que o presidente é submetido desde o atentado.

“Mais um desafio, consequência da tentativa de assassinato promovida por antigo filiado ao PSOL, braço esquerdo do PT, para impedir a vitória de milhões de brasileiros que queriam mudanças para o Brasil. Um atentado cruel não só contra mim, mas contra a nossa democracia”, escreveu o presidente (leia a íntegra do comunicado mais abaixo).

Na publicação feita nas redes sociais, Bolsonaro agradeceu o apoio e as orações que tem recebido. “É isso que nos motiva a seguir em frente e enfrentar tudo que for preciso para tirar o país de vez das garras da corrupção, da inversão de valores, do crime organizado, e para garantir e proteger a liberdade do nosso povo”, prosseguiu. E finalizou: “Estaremos de volta em breve, se Deus quiser. O Brasil é nosso!”.

Bolsonaro foi submetido a um procedimento odontológico em 3 de julho e tem apresentado soluços desde então.

Ainda pela manhã, o Planalto informou que o presidente iria fazer exames para descobrir a causa dos soluços. O mandatário deve permanecer em observação por um período entre 24 e 48 horas, não necessariamente no hospital.

Até as 16h desta quarta, o Metrópoles confirmou que os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Marcelo Queiroga (Saúde) e Paulo Guedes (Economia) visitaram o presidente.

Compromissos são cancelados

De acordo com a agenda divulgada na noite de terça-feira (13/7), Bolsonaro teria quatro compromissos nesta quarta. Todos foram cancelados.

Pela manhã, às 8h, o chefe do Executivo participaria da oitava reunião do comitê de enfrentamento à Covid-19, além de lançar novas ações para o “Novo Ensino Médio”, às 10h. Os dois compromissos seriam realizados no Palácio do Planalto.

Às 11h, Bolsonaro participaria de encontro entre os presidentes dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo. Após dar entrada no hospital, no entanto, a reunião, que ocorreria na sede do Supremo Tribunal Federal (STF), foi cancelada.

No período da tarde, às 15h, também no Planalto, o chefe do Executivo se encontraria com o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) e o deputado Lucas Vergílio (Solidariedade-GO).

Metrópoles entrou em contato com o Palácio do Planalto para saber se já estão definidas agendas para quinta-feira e sexta-feira, mas não houve retorno até a última atualização desta reportagem.

Íntegra do comunicado

– Mais um desafio, consequência da tentativa de assassinato promovida por antigo filiado ao PSOL, braço esquerdo do PT, para impedir a vitória de milhões de brasileiros que queriam mudanças para o Brasil. Um atentado cruel não só contra mim, mas contra a nossa democracia.

– Por Deus foi nos dada uma nova oportunidade. Uma oportunidade para enfim colocarmos o Brasil no caminho da prosperidade. E mesmo com todas as adversidades, inclusive uma pandemia que levou muito de nossos irmãos no Brasil e no mundo, continuamos seguindo por este caminho.

– Agradeço a todos pelo apoio e pelas orações. É isso que nos motiva a seguir em frente e enfrentar tudo que for preciso para tirar o país de vez das garras da corrupção, da inversão de valores, do crime organizado, e para garantir e proteger a liberdade do nosso povo.

– Peço a cada um que está lendo essa mensagem que jamais desista das nossas cores, dos nossos valores! Temos riquezas e um povo maravilhoso que nenhum país no mundo tem. Com honestidade, com honra e com Deus no coração é possível mudar a realidade do nosso Brasil. Assim seguirei!

– Que Deus nos abençoe e continue iluminando a nossa nação. Um forte abraço!

– Brasil acima de tudo; Deus acima de todos! 🇧🇷

Últimas notícias