Bolsonaro encontrou youtubers aliados dias antes da operação das fake news

Entre os influenciadores, alguns são alvos do inquérito que corre no Supremo Tribunal Federal (STF)

Rafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 29/05/2020 13:05

Quatro dias antes da operação que investiga a propagação de fake news, deflagrada nessa quarta-feira (29/05), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu um grupo de youtubers aliados no palácio da Alvorada, no sábado (23/05). Entre eles, investigados no inquérito que corre no Supremo Tribunal Federal (STF).

As informações são do jornal O Globo. O grupo tem pautas em comum nos vídeos: criticam o STF e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia; apoiam o fim do isolamento social; entre outras defendidas por Bolsonaro. O vereador e filho do presidente, Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), que administrava as redes sociais do pai durante campanha e início do mandato, costuma indicar os influenciadores como “fontes de informação”.

Entre os participantes do encontro estava, segundo o jornal, Bárbara Zambaldi Destefani, com 581 mil inscritos no Youtube, alvo do inquérito de relatoria de Alexandre de Moraes. No mesmo dia, ela fez uma entrevista exclusiva de uma hora com Bolsonaro. Além da proximidade com o presidente, Bárbara foi ao chá de bebê de Allan dos Santos e participou de live da deputada Bia Kicis (PSL-DF), ambos também investigados na operação. 

Bárbara estreou recentemente uma coluna no portal Brasil Sem Medo, ligado guru bolsonarista Olavo de Carvalho.

Outro influenciador que participou do encontro foi Alan Frutuoso, amigo de Carlos Bolsonaro, dono do canal Vista Pátria, com 454 mil inscritos. Em manifestação contra o Supremo, Alan postou vídeo chamando os ministros de “canalhas” que “abusam” do poder, ao comentar a possível apreensão do celular do presidente.

Também conhecida entre os admiradores de Bolsonaro, Paula Marisa, com 430 mil inscritos no Youtube, também se encontrou com o presidente. Em vídeo recente, ela criticou o uso da máscara de proteção contra o coronavírus:”Isso não serve para nada”, disse, ao tirar o objeto do rosto.

Últimas notícias