Avião? Passageira reclama da greve de ônibus e manda recado à patroa

Uma passageira demonstrou, em segundos, a revolta do carioca em relação à greve bem como à patroa

atualizado 29/03/2022 12:38

Reprodução/ TV Globo

Faltou ônibus e dona Rosângela não quis saber de ajudar a funcionária. A greve dos rodoviários do Rio de Janeiro nesta terça-feira (29/3) causou transtorno aos trabalhadores e falta de compreensão em muitos patrões.

Em matéria do Bom Dia Rio, da Globo local, uma passageira demonstrou, em segundos, a revolta do carioca em relação à greve bem como à patroa. Segundo o G1, a mulher estaria indo até um condomínio em Curicia, Zona Oeste da capital, a cerca de 35 km do local onde estava.

Ao ser questionada que resposta obteve da patroa, dona Rosângela, quando a avisou da greve, a mulher responde: “Para dar um jeito para chegar lá. De avião, só pode. Porque não tem como, né, dona Rosângela. Não tem como chegar no trabalho”.

Fim da greve

greve dos ônibus, que começou à meia-noite desta terça-feira (29/3), no Rio de Janeiro, foi suspensa pelo Sindicato dos Rodoviários após uma determinação da Justiça. Conforme a associação, não houve nenhum acordo e nenhuma proposta por parte dos empresários até o momento, mas eles apenas estão cumprindo a ordem do Tribunal Regional do Trabalho.

Após a decisão, os motoristas de BRT e de ônibus comuns deverão voltar a circular com os veículos pela cidade. Até às 10h, apenas metade da frota de coletivos comuns estava nas ruas, enquanto 100% da frota de articulados permaneceu na garagem.

“Determino ao sindicato que se abstenha de deflagrar o movimento grevista, sob pena de multa diária no valor de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) e designando o dia 04/04/2022, às 11h00 para realização de Audiência de Conciliação”, diz a decisão judicial.

Segundo o sindicato, os trabalhadores estão há mais de três anos sem nenhum reajuste, seja de salário, tickets ou cesta básica: “Em todos esses anos como sindicalista jamais presenciei um quadro tão tenebroso no transporte público como agora. Que na audiência marcada para o dia 4, o Tribunal possa fixar os percentuais de reajuste da categoria”, disse o presidente.

Mais lidas
Últimas notícias