Ator de Hulk defende DiCaprio e critica Bolsonaro por Amazônia

Segundo Mark Ruffalo, presidente está "transformando em bode expiatório as pessoas que protegem a Amazônia das queimadas"

atualizado 02/12/2019 11:45

Shannon Finney / Getty Image

Famoso por interpretar Hulk nos cinemas, o ator norte-americano Mark Ruffalo criticou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas redes sociais. O chefe do Executivo brasileiro acusou, sem provas, o ator Leonardo DiCaprio de “tacar” fogo na Amazônia ao doar dinheiro para organizações não governamentais (ONGs).

“Bolsonaro e sua turma estão usando como bode expiatório as pessoas que protegem a Amazônia dos incêndios que ele mesmo permitiu que acontecessem”, disse. Pergunte a si mesmo: o que mudou recentemente no Brasil para que isso aconteça agora? Bolsonaro e as suas políticas (não) ambientais”, completou.

Na semana passada, o presidente acusou DiCaprio de “tacar” fogo na Amazônia e culpou ONGs pelas queimadas. “Quando eu falei que havia suspeita de ONGs, o que a imprensa fez comigo?”, respondeu o presidente a apoiadores que o aguardavam na saída do Palácio da Alvorada.

A afirmação está ligada à prisão de quatro brigadistas em Alter do Chão, no Pará. Segundo Bolsonaro, Leonardo DiCaprio pagou o “mico do ano” por ter doado dinheiro para a WWF-Brasil após a ONG ter “encomendado uma fotografia de queimadas”.

O Ministério Público Federal (MPF) afirma que em nenhum momento a investigação federal que vem sendo feita apontou para ONGs ou brigadistas, mas a grileiros e proprietários de terra. A WWF nega que tenha pago por qualquer imagem e que tenha recebido dinheiro do artista.

Mais lidas
Últimas notícias