Bolsonaro diz que DiCaprio pagou para “tacar” fogo na Amazônia

Afirmação está ligada à prisão de brigadistas em Alter do Chão. ONG WWF nega que tenha recebido dinheiro do artista

JP Rodrigues/Metrópoles

atualizado 29/11/2019 19:44

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) acusou o ator Leonardo DiCaprio de ter participação indireta nas queimadas da Amazônia. “Leonardo DiCaprio é um cara legal, né? Dando dinheiro para tacar fogo na Amazônia”, disse a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, na manhã desta sexta-feira (29/11/2019).

O assunto começou quando uma mulher fez um apelo ao presidente pela preservação dos recursos naturais. “Os índios em Altamira falam francês”, disparou outra apoiadora. “E lá o fogo foi criminoso”, completou a primeira.

Bolsonaro voltou a culpar ONGs pelos incêndios que tiveram repercussão internacional. “Quando eu falei que havia suspeita de ONGs, o que a imprensa fez comigo?”, respondeu o presidente.

Em transmissão ao vivo por rede social nessa quinta-feira (28/11/2019), o mandatário do país já tinha relacionado o artista a um suposto crime ambiental, ainda que sem provas.

A afirmação está ligada à prisão de quatro brigadistas em Alter do Chão, no Pará. Segundo Bolsonaro, o Leonardo DiCaprio pagou o “mico do ano” por ter doado dinheiro para a WWF-Brasil após a ONG ter “encomendado uma fotografia de queimadas”.

O Ministério Público Federal (MPF) afirma que em nenhum momento a investigação federal que vem sendo feita apontou para ONGs ou brigadistas, mas a grileiros e proprietários de terra. A WWF nega que tenha pago por qualquer imagem e que tenha recebido dinheiro do artista.

“O que eles fizeram? O que é mais fácil? Tacar fogo no mato. Tira foto, filma, manda para a ONG, a ONG divulga aquilo, faz uma campanha contra o Brasil, entra em contato com o Leonardo DiCaprio e então o Leonardo DiCaprio doa US$ 500 mil para essa ONG. Uma parte foi para o pessoal que estava tacando fogo. Ô, Dicaprio, você está colaborando para a queimada na Amazônia, pô. Assim não dá”, disse, na live.

Últimas notícias