As tragédias da Fazenda Talismã na vida de Leonardo

Carro que o cantor dirigia capotou em 2003 a caminho da propriedade; no ano passado, os filhos do sertanejo passaram por situação semelhante

atualizado 06/03/2021 12:50

cinco pessoas na imagens. no centro, o cantor sertanejo leonardo, ao lado de três dos cinco filhos e um sobrinho, na fazenda talismã, em jussara, goiásReprodução

Goiânia – A Fazenda Talismã, do cantor Leonardo, que leva o nome da famosa música, que fez sucesso no início dos anos 1990 nas vozes dele e do irmão Leandro, é refúgio da família há mais de 20 anos. Nesse período, a propriedade já foi cenário e “pano de fundo” de alguns acidentes envolvendo familiares e amigos do cantor.

Nesta semana, a morte do assessor e, praticamente, “irmão” de Leonardo, Newton Rodrigues Passini, o Passim, de 60 anos, colocou o nome Talismã, novamente, nas notícias. Ele morreu na madrugada de quinta-feira (4/2), vítima, segundo a polícia, de disparos acidentais ao manusear uma arma (Glock 380) dentro de um dos quartos da fazenda.

“O cara mais adorado e amado que conheço. Estamos sem chão, uma dor que pensava nunca mais sentir na vida”, escreveu Leonardo numa postagem no Instagram, lamentando a morte do amigo, que era seu fiel escudeiro e companhia frequente nas pescarias e reuniões de amigos na fazenda.

O próprio cantor, em 2003, se envolveu em um acidente, quando se dirigia à Fazenda Talismã, pela BR-070. A propriedade fica em Jussara, cidade do oeste goiano, na divisa com o Mato Grosso, a 220 quilômetros de Goiânia.

Leonardo e mais quatro amigos estavam numa Land Rover Defender, veículo que ele dirigia pela primeira vez e que foi levado para ele experimentar por um dos passageiros, um delegado da Polícia Civil de Brasília.

Por volta das 20h30 do dia 17 de novembro daquele ano, o carro capotou numa das curvas da rodovia e o padrinho do cantor Zé Felipe, um dos filhos de Leonardo, não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente. Sebastião Figueiredo Arantes tinha 51 anos, e era chamado pelo sertanejo de “Tatão”.

Além dele e do cantor, estavam no veículo o delegado da PCDF Laerte Bessa, o então chefe do Serviço de Apoio à Polícia Civil do Distrito Federal, Ayrison Roberto Pequeno, e o cantor Zé Mulato (José das Dores), da dupla Zé Mulato e Cassiano.

0
Repercussão

O caso repercutiu, na época. Uma investigação foi aberta para entender as circunstâncias do acidente e, até mesmo, se houve alguma falha mecânica no veículo, que havia sido emprestado por uma revendedora de Brasília. O modelo é próprio para estradas de terra e locais de difícil acesso. Parte do trajeto até a fazenda é composta por 50 km de estrada de chão.

Leonardo, que teve um leve traumatismo craniano e lesões pelo corpo, precisou ser internado e ficou três dias em observação na Clínica Santa Mônica, em Aparecida de Goiânia. O delegado Bessa e o cantor Zé Mulato ficaram em estado grave na UTI, mas conseguiram se recuperar. Ayrison recebeu alta no mesmo dia de Leonardo.

O Land Rover Defender, completamente danificado, passou por perícia e ficou dias no pátio da Polícia Militar de Jussara, atraindo a atenção de curiosos. Na hora do acidente, a rodovia já estava escura e Leonardo foi auxiliado por uma enfermeira da cidade e pelo namorado dela, que passavam de moto pelo local. Ele tentou reanimar o amigo Tatão, mas já era tarde.

0
Acidente com os filhos em 2020

Em julho do ano passado, um outro acidente, a caminho da fazenda Talismã, assustou o cantor. Dois filhos de Leonardo e um sobrinho, filho do irmão Leandro, estavam no veículo que era conduzido por um motorista. Ao tentar desviar de uma carreta que passava pela estrada, o condutor perdeu o controle do carro, que capotou e caiu dentro de um córrego.

Matheus Vargas e João Guilherme Ávila não sofreram ferimentos. O sobrinho, que leva o nome do pai, também chamado de “Leandrinho”, machucou o pulso, mas nada grave. Os meninos foram ajudados por caminhoneiros que passavam pelo local e auxiliaram no retirada deles de dentro do carro.

No dia, Leonardo chegou a postar vídeo nas redes sociais esclarecendo o fato.

Veja:

Pedro Leonardo esteve à beira da morte em 2012

Outro fato trágico na família, mas esse longe da fazenda, foi o acidente envolvendo o cantor Pedro Leonardo Dantas Costa, também filho de Leonardo, e que se envolveu em um acidente de carro, em abril de 2012, quando voltava de um show em Uberlândia (MG).

Ele, que fazia dupla na época com o primo Thiago, filho do cantor Leandro, ficou em estado gravíssimo no hospital, em Goiânia, e só recebeu alta depois de 81 dias de internação. A equipe médica chegou a deixar de acreditar, em alguns momentos, que ele poderia sobreviver.

Pedro dirigia um Kia Picanto amarelo na BR-452, entre Uberlândia e Itumbiara, em Goiás. Ele perdeu o controle do carro e capotou. Quando os bombeiros chegaram ao local, ele estava fora do veículo e inconsciente.

Em participação no programa Tamanho Família da Rede Globo, no ano passado, Leonardo contou pela primeira vez um episódio que ocorreu no hospital: “Quando ele estava nos piores momentos lá no hospital, nos primeiros quatro dias, eu cheguei no hospital e o médico perguntou para mim onde seria o velório dele. Agora, está aí esse menino…”, contou.

O fato uniu a família. Todos em oração e pedindo pela recuperação de Pedro. A comoção moveu fãs e artistas, na época, numa corrente de energias positivas. “Se existe milagre, foi um milagre”, disse Leonardo.

0

Últimas notícias