Alvo da PGR, Pazuello ficará no Amazonas o “tempo que for necessário”

Ministro da Saúde chegou ao estado nesse sábado, junto com carregamento da vacina de Oxford. No mesmo dia, procuradoria pediu investigação

atualizado 24/01/2021 14:45

ministro saude eduardo pazuello coletiva 3Rafaela Felicciano/Metrópoles

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, chegou na noite desse sábado (23/1) a Manaus e, de acordo com a assessoria da pasta, ficará no estado do Amazonas pelo “tempo que for necessário”. A informação é do portal G1.

No mesmo dia, a Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu a abertura de um inquérito para investigar a conduta do ministro na crise da pandemia de Covid-19 no estado.

Pazuello desembarcou junto com 132,5 mil doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica Astrazeneca. As doses fazem parte do carregamento de 2 milhões que o Brasil recebeu da Índia na sexta-feira (22/1).

Manaus tem vivido dias de caos na saúde pública em decorrência da explosão no número de casos de Covid-19. Na semana passada, chegou a faltar oxigênio nas unidades de saúde, levando à morte pacientes que necessitavam de tratamento hospitalar para a doença.

De acordo com o Ministério da Saúde, somando todas as vacinas que vão ser enviadas ao Amazonas até este domingo (24/1), o estado terá recebido 458,5 mil doses. A conta inclui também a vacina Coronavac.

A estimativa do governo do Amazonas é imunizar 1,5 milhão de pessoas até o fim do primeiro trimestre. O estado tem população de 4,2 milhões.

Últimas notícias