Sem chance de Fabrício Queiroz revoltar-se e abrir o bico

Bem assistido pela primeira família presidencial brasileira, o ex-policial é réu confesso no caso da rachadinha

atualizado 26/07/2021 10:42

Inconformado com seu destino, isso o operador de esquema da rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio, o policial aposentado Fabrício Queiroz, está sim e não esconde de ninguém.

Nas redes sociais, neste domingo, ele queixou-se do afastamento de aliados de Jair Bolsonaro. Consolado por um amigo, escreveu: “Minha metralhadora tá cheia de balas”. Mas daí contar o que sabe sobre a primeira família presidencial brasileira…

Esqueça. Queiroz continua sendo bem tratado pela família Bolsonaro. Nada lhe falta. E precisa dela para safar-se dos processos que tem na Justiça. No caso da rachadinha, é réu confesso. E sem proteção superior, arrisca-se a ser condenado.