Blog com notícias, comentários, charges e enquetes sobre o que acontece na política brasileira. Por Ricardo Noblat e equipe

18 anos Blog do Noblat

Se depender de Lula, Alckmin se filiará ao PSD para ser seu vice

“Eu tenho um legado. Não posso voltar e fazer menos do que fiz”, diz ex-presidente, candidato à próxima eleição

atualizado 20/12/2021 7:21

Lula + Alckmin Divulgação/ Ricardo Stuckert

A eleição para presidente do Chile de Gabriel Boric, 35 anos de idade, reforça o caminho escolhido por Lula, 76 anos, para tentar voltar pela terceira vez à Presidência da República do Brasil.

Candidato marcadamente de esquerda, Boric soube atrair o apoio de partidos e grupos de centro-esquerda e de direita. A receita é a mesma que Lula pretende seguir na eleição do ano que vem.

O jantar, ontem à noite, em São Paulo, oferecido a ele por um grupo de advogados, mostrou que Lula está de fato empenhado em se oferecer como o candidato que o chamado centro tanto procura.

Aconteceu no luxuoso restaurante “A Figueira Rubaiyat”, na região dos Jardins da capital paulista. Cada um dos convidados pagou 500 reais. Parte da renda será doada a famílias que passam fome.

Compareceram ao jantar políticos de todas as tendências – entre eles, os presidentes do PT (Gleisi Hoffmann), PSD (Gilberto Kassab), SD (Paulinho da Força (SD) e MDB (Baleia Rossi).

Foram vistos por lá os senadores Renan Calheiros (MDB-AL), Randolfe Rodrigues (REDE-AP) e Omar Aziz (PSD-AM), além do deputado Rodrigo Maia, sem partido, ex-presidente da Câmara.

Depois de muitos encontros reservados, pela primeira vez Lula e Geraldo Alckmin, acompanhados de suas mulheres, apresentaram-se em público e dividiram a mesma mesa.

Alckmin saiu do PSDB na semana passada. Se depender de Lula, se filiará ao PSD para ser seu candidato a vice. A candidatura de Rodrigo Pacheco (PSD-MG) à sucessão de Bolsonaro não decola.

A mais recente pesquisa Datafolha conferiu que 16% dos eleitores brasileiros avaliam que Alckmin como vice aumenta a possibilidade de voto em Lula para presidente.

Para 70%, não muda nada. Para 11%, poderá diminuir a vontade. Lula acredita que a fatia da oposição ao governo que ainda resiste a Alckmin como vice acabará aceitando-o.

A importância de Alckmin como vice não está no número de votos que ele poderá transferir para Lula nos próximos meses. Ocorre que, se eleito, Lula governará em minoria no Congresso.

O mineiro José de Alencar (PL), na primeira vez em que Lula se elegeu presidente, serviu para domar a resistência de empresários e banqueiros ao nome do candidato do PT.

Alckmin servirá para que Lula governe.

Últimas do Blog