Justiça proíbe recepção de ruralistas a Bolsonaro em São Paulo

Presidente acionou sua assessoria jurídica para que tente derrubar a decisão

atualizado 29/07/2021 5:19

Presidente Jair Bolsonaro participa de motociata em SP Rodrigo Zaim/Especial Metrópoles

Tão logo soube, o presidente Jair Bolsonaro ordenou a assessores jurídicos do governo que tentem derrubar a decisão do juiz Darci Lopes Beraldo que acatou a ação movida pelo Ministério Público de São Paulo e proibiu o megaevento preparado para recebê-lo neste sábado em Presidente Prudente, interior do Estado.

Estava prevista uma recepção promovida por ruralistas que reuniria 2 mil pessoas no Recinto de Exposições do município. Bolsonaro irá até lá para credenciar o Hospital Regional do Câncer ao Sistema Único de Saúde (SUS).O juiz entendeu que a recepção contrariava as regras de prevenção à pandemia da Covid-19.

A prefeitura cancelou o evento para não ter que pagar a multa de R$ 2 milhões estipulada pelo juiz. Presidente Prudente é sede da União Democrática Ruralista (UDR) que já foi presidida pelo atual secretário de Assuntos Fundiários do governo federal, Luiz Antonio Nabhan Garcia. Nabhan acompanhará Bolsonaro.

Últimas do Blog