Governo federal deixou de comprar mais barato a vacina da Pfizer

Oito meses se passaram entre a primeira oferta e a entrega. Outros governos pagaram mais caro

atualizado 07/06/2021 5:19

vacina covid-19 Aaron Chown - WPA Pool/Getty Images

Se faltassem provas de que o governo do presidente Jair Bolsonaro boicotou a compra de vacinas contra a Covid-19, não falta mais. O governo recusou vacinas da Pfizer no ano passado à metade do preço pago por Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

Consideradas caras em agosto de 2020 pelo então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, até 70 milhões de doses da Pfizer poderiam ter sido entregues a partir de dezembro por US$ 10 cada. A esse preço acabaram sendo compradas no final de dezembro passado ainda na gestão do general.

As primeiras doses só chegaram em abril deste ano. Oito meses se passaram entre a primeira oferta e a entrega.O vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), contabilizou 53 emails enviados pela Pfizer ao governo a partir de agosto cobrando resposta sobre a oferta dos 70 milhões de doses.