Engana-me que eu gosto, Wilson Lima, governador do Amazonas!

Ele diz que não depôs à CPI da Covid-19 porque o povo precisa dele no Estado. Lorota! Foi dispensado de depor pela ministra Rosa Weber

atualizado 10/06/2021 15:39

Reprodução/Instagram

Wilson Lima (PSC) estava pronto para ir depor à CPI da Covid-19 sobre a crise sanitária que em janeiro último custou a vida de mais de 30 pessoas em Manaus por falta de oxigênio, e o desvio de recursos públicos federais destinados ao combate à pandemia.

Havia sido treinado para responder às perguntas dos senadores e antecipara para o fim desta semana a vacinação em massa dos maiores de 40 anos. Com isso, imaginava compensar eventuais estragos à sua imagem no caso de sair-se mal na CPI.

A mala com seus pertences estava arrumada em sua casa, e o lugar marcado em voo que descolaria para Brasília no meio da madrugada de hoje. Cancelou a viagem ao saber que a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, dispensou-o de depor.

Agora, disse que não foi depor por causa da recente onda de violência no Amazonas, quando mais de 11 delegacias de polícia em Manaus foram atacadas por traficantes de drogas. “O povo precisa mais da minha presença aqui neste momento”, justificou. Mentiu!

A ministra Rosa entende, e a maioria dos seus pares no tribunal também, que governadores não podem ser convocados para depor numa CPI do Congresso, só em CPIs em seus Estados. Se convidados, e se quiserem comparecer, podem. Mas só assim.

Últimas do Blog