Blog com notícias, comentários, charges e enquetes sobre o que acontece na política brasileira. Por Ricardo Noblat e equipe

18 anos Blog do Noblat

Relatório do GT do Turismo diz que sanfoneiro da Embratur negou dados

Texto entregue ao vice Geraldo Alckmin cita que Gilson Machado não ofereceu relatórios, documentos e balanços da empresa

atualizado 01/12/2022 16:45

A presidente do PT e membro do governo de transição do presidente eleito Lula, Gleisi Hoffmann, fala em coletiva de imprensa ao ladoe de Aloizio Mercadante e outros políticos. Na imagem, jornalistas se aglomeram em frente ao Centro Cultural Banco do Brasil, onde ocorre o evento - Metrópoles Rafaela Felicciano/Metrópoles

O relatório do Grupo de Trabalho sobre o turismo, na transição do governo Lula, ficou pronto e entregue ao vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin.

O documento, sucinto e de mil caracteres, faz um diagnóstico terrível do setor: o governo Bolsonaro destina apenas R$ 19 milhões para o turismo em 2023.

No texto, há um registro sobre a colaboração do presidente da Embratur, o Gilson Machado, famoso por ser o sanfoneiro das extintas lives de Jair Bolsonaro: zero.

Machado, diz o relatório da transição, não entregou nada – relatórios, documentos – sobre a situação da empresa.

Outro lado

Gilson Machado informou que não recebeu nenhuma notificação da equipe de transição do presidente eleito.

“Também não recebi nenhuma solicitação forma por parte da equipe de transição. Ademais, deixo claro que a Embratur foi transformada em agência pela lei 14.002/2020 e, como tal, é de natureza jurídica privada como Serviço Social Autônomo”, informou o presidente da Embratur, por intermédio de sua assessoria.

Últimas do Blog