metropoles.com

PT pediu para Partido Comunista Chinês bancar viagem à China

Partido dos Trabalhadores alegou dificuldades financeiras para mandar dois dirigentes ao país asiático

atualizado

Compartilhar notícia

Hugo Barreto/Metrópoles
Gleisi Hoffmann PT
1 de 1 Gleisi Hoffmann PT - Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Alegando dificuldades financeiras, o PT pediu para o Partido Comunista Chinês custear a viagem e estadia de dois dirigentes à China em 2023. A tour foi de 25 de fevereiro a 3 de março do ano passado e ocorreu a convite da parte chinesa.

Em documento enviado ao Departamento Internacional do Comitê Central do Partido Comunista da China, a presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann (PT-PR), pede que todas as despesas sejam custeadas pelo PCCh. O que de fato aconteceu.

Na ocasião, foram enviados Romenio Pereira, secretário de Relações Internacionais do PT, e Monica Valente, secretária-executiva do Foro de São Paulo. 

O motivo da tour foi, segundo documento obtido pelo blog, “conversas interpartidárias sobre questões atuais do desenvolvimento das relações [entre os partidos], bem como a assinatura de um acordo de interação e cooperação”.

Mesmo em meio a essa crise financeira, o PT pagou R$ 243.229,26 a Romenio Pereira e R$ 217.491,06 a Monica Valente em salários e despesas, segundo o Tribunal Superior Eleitoral.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comBlog do Noblat

Você quer ficar por dentro da coluna Blog do Noblat e receber notificações em tempo real?

Notificações