Blog com notícias, comentários, charges e enquetes sobre o que acontece na política brasileira. Por Ricardo Noblat e equipe

18 anos Blog do Noblat

Pacheco e o desejo mesmo de ser governador de Minas, mas não agora

Com remota chance de ir a algum lugar na disputa pelo Planalto, presidente do Senado vai adiar o sonho para 2026 ou 2030

atualizado 26/01/2022 0:02

Filiação do presidente do senado, Rodrigo Pacheco, ao PSD Rafaela Felicciano/Metrópoles

Com a cada vez mais remota chance de ser um candidato à Presidência da República com alguma viabilidade, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), alimenta mesmo, antes de algo tão ambicioso, ser governador de Minas Gerais. Mas não agora, em 2022, com uma disputa praticamente encaminhada entre Romeu Zema (Novo) e Alexandre Kalil (PSD).

Ainda que tenha sido lançado ao Palácio do Planalto, pouco provável que o PSD leve esse projeto à frente. Pacheco sabe que suas chances são pífias e prefere outro caminho – apoiar outro nome e ter alguma influência num futuro governo – do que concorrer e terminar numa ingloriosa colocação de 7º ou 8º lugar.

Novato na política e ainda sem uma experiência de Executivo, Pacheco pode deixar o sonho do Planalto para 2026 ou 2030, com uma passagem pelo Palácio da Liberdade.

Últimas do Blog