O poder da cura que vem do cheiro: conheça os segredos da aromaterapia

Uso medicinal melhora a saúde do corpo, da mente e do espírito. Trata-se de terapia milenar, que só vai te ajudar a encontrar o equilíbrio

Denise Erickson/IStockDenise Erickson/IStock

atualizado 05/04/2019 9:20

Prática cada vez mais divulgada, a aromaterapia é um tratamento de cura holística que utiliza extratos vegetais naturais para promover a saúde e o bem-estar – principalmente por meio de difusores e óleos essenciais. Seu uso medicinal melhora a saúde do corpo, mente e espírito, além de aumentar a saúde física e emocional.

Os seres humanos usam aromaterapia há milhares de anos. Culturas antigas como as da China, da Índia e do Egito incorporavam componentes aromáticos de plantas em resinas, bálsamos e óleos. Essas substâncias naturais foram usadas para fins médicos e religiosos. Eram conhecidas por terem benefícios físicos e psicológicos.

A destilação de óleos essenciais é atribuída aos persas, no século 10, embora a prática pode ter sido usada por um longo tempo antes disso. Informações sobre a destilação de óleos essenciais foram publicadas no século 16, na Alemanha. Médicos franceses do século 19 reconheceram o potencial dos óleos essenciais no tratamento de doenças.

O termo “aromaterapia” foi cunhado pelo perfumista e químico francês René-Maurice Gattefossé, em um livro que ele escreveu sobre o tema, publicado em 1937. A obra discute o uso de óleos essenciais no tratamento de condições médicas. Gattefossé havia descoberto anteriormente o potencial de cura da lavanda no tratamento de queimaduras.

O tratamento com aromaterapia funciona por meio de um sentido – o olfato – e absorção da pele usando produtos como difusores, inaladores, sais de banho, óleos corporais, cremes ou loções para massagem, vapores faciais, compressas quentes e frias, máscaras, entre outros. Pode ser usado tanto em adultos quanto em crianças e bebês.

Cada óleo essencial tem uma matriz de propriedades curativas exclusivas, usos e efeitos. A combinação de óleos essenciais cria uma mistura sinérgica que traz ainda mais benefícios. Existem uma centena de tipos de óleos essenciais disponíveis que tanto podem ser usados sozinhos como em conjunto.

Quem também faz uso da aromaterapia são os terapeutas especializados. Segundo eles, a técnica pode controlar a dor; melhorar a qualidade do sono; reduzir o estresse, a agitação e a ansiedade; acalmar as articulações doloridas; tratar dores de cabeça e enxaquecas; aliviar os efeitos colaterais de quimioterapia; aliviar os desconfortos do trabalho; combater bactérias, vírus e fungos; melhorar a digestão e os cuidados paliativos; e aumentar a imunidade, dentre outras vantagens.

Além disso, pode tratar asma, insônia, fadiga, depressão, inflamação, neuropatia periférica, problemas menstruais, alopecia, câncer, disfunção erétil, artrite e menopausa.

Os óleos essenciais mais populares são:

  • Eucalipto, que ajuda nos problemas respiratórios;
  • Gerânio, que tem propriedades antissépticas, antidepressivas, diuréticas e age como bactericida;
  • Lavanda, que, além de servir para tratar cortes, ferimentos, queimaduras e assaduras, pode ser benéfica para alergias, micoses, cólicas, dores de cabeça, câimbra. Somado a isso, é relaxante, acalma a angústia, as inquietações e controla a emotividade;
  • Laranja, digestivo, regulador intestinal e diurético. Em bebês e crianças, acalma a inquietação, hiperatividade e agressividade, estimula o apetite por alimentos saudáveis, além de proporcionar um sono revigorante, trazendo leveza e tranquilidade para o ambiente;
  • Malaleuca, também conhecido como Tea tree, que é superpoderoso. Ele combate fungos, vírus e bactérias, cicatriza inflamações e ferimentos, aumenta a imunidade e trata afecções respiratórias, aftas, placas bacterianas e gengivite;
  • Alecrim, o óleo da alegria, bom para se concentrar, descongestionar a respiração, traz energia, entusiasmo e coragem, é antidepressivo e funciona bem para limpeza energética de ambientes;
  • Copaíba, que é uma verdadeira joia. Aumenta a imunidade, fornece muitas vitaminas e nutrientes para a saúde integral, trata amigdalite, inflamações na boca e garganta e traz estados de segurança, confiança e proteção, afastando medos e inseguranças;
  • Hortelã pimenta, descongestionante das vias nasais; combate rinite, bronquite e tosse; melhora enjoos, atua em inchados e dores musculares, trata a halitose…

A lista é vasta. Por isso, não devemos subestimar os poderes da aromaterapia, além do que, os produtos usados são cheirosos e de fácil acesso. Aproveite esse presente da natureza. Abra-se para as terapias alternativas.

Últimas notícias