Intoxicação por produtos de limpeza cresceu 23% em 2020. Saiba como evitar

O dado é referente aos adultos. Entre as crianças, o número cresceu 6,03% em comparação com o ano anterior

atualizado 21/10/2020 15:16

Mãe cuidado da gripe do filhofiladendron/GETTYIMAGES

Embora manter a casa limpa seja necessário para o bem-estar da família e para evitar problemas de saúde, o excesso de higienização pode causar alguns efeitos colaterais inesperados, como mal-estar, tontura e dor de cabeça. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o número de intoxicações domésticas em adultos por produtos de limpeza cresceu 23,3% entre janeiro e abril de 2020, comparando com o mesmo período de 2019. Entre as crianças, a alta foi de 6,01%.

Segundo a agência reguladora, para evitar intoxicações infantis é preciso atenção redobrada durante a faxina pesada da casa e dos itens das crianças. A principal forma de evitar o problema é deixar os produtos fora do alcance dos pequenos, além de armazená-los vedados, para que não consigam abrir.

Durante a limpeza dos ambientes, o ideal é manter as crianças em outro lugar e esperar o tempo necessário para que elas acessem o local sem chances de passarem mal.

Acesse mais sobre o assunto no blog Mil Dicas de Mãe.

Mais lidas
Últimas notícias