metropoles.com

Kéfera indica pepino com gelatina em pó na dieta; nutricionista alerta

Kéfera Buchmann mostrou nas redes sociais que come pepino com gelatina para não sair da dieta. No entanto, a prática não é recomendada

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/ Instagram
Kéfera Buchmann de biquíni, comendo pepino com gelatina - Metrópoles
1 de 1 Kéfera Buchmann de biquíni, comendo pepino com gelatina - Metrópoles - Foto: Reprodução/ Instagram

A youtuber Kéfera Buchmann foi assunto nas redes sociais após dar uma dica aos seguidores para comer doce sem sair da dieta. De biquíni amarelo, a influenciadora gravou um vídeo “degustando” uma mistura de pepino com gelatina em pó sem açúcar, pois tem “zero caloria, é superdoce e enche a barriga”.

“’Tá’ com vontade de doce? ‘Tá’ fazendo estratégia, igual eu, para a compulsão alimentar não atacar, para você ir lidando com ela? Tem um plano alimentar a ser seguido? Não estamos falando de ficar maluca aqui hein, estamos falando de ajudar a nossa cabeça”, disse Kéfera, em vídeo postado no Instagram.

A publicação dividiu opiniões na internet e muitos internautas acusaram a influencer de incentivar a compulsão alimentar. Após a repercussão do caso, Kéfera explicou que, de fato, gosta de comer pepino com gelatina em pó. Ela, no entanto, deixou claro que sempre indicou a busca por profissionais da saúde.

0

Ao Metrópoles, a nutricionista Thaiz Brito explica que a “estratégia” de Kéfera não ajuda a controlar a compulsão alimentar que, por se tratar de uma doença, deve ser levada com a devida seriedade. Segundo a profissional, isso potencializa os gatilhos das doenças.

“Não obstante, o tratamento é complexo e envolve uma equipe multidisciplinar. Uma das formas de tratamento é através da terapia cognitivo-comportamental, assim como intervenções do nutricionista, com foco no comportamento do paciente perante a comida. O nutricionista também deve ser especializado na área”, explica.

Thaz ainda ressalta que a prática traz malefícios para a saúde. “Apenas os profissionais competentes podem traçar a conduta assertiva para tratar o comportamento compulsivo do paciente. Jamais um alimento, isolado, terá esse poder”, elucida.

Mulher segurando uma maçã e um doce
Faça escolhas inteligentes para emagrecer e elevar a qualidade de vida

A receita não faz sentido

Segundo a nutricionista, a receita indicada por Kéfera não faz sentido e nem ajuda a controlar a vontade de comer doce. “Para quem tem um relacionamento equilibrado com a comida, a única forma de sanar a vontade por doce é comendo o doce. Um doce não irá emagrecer e tampouco engordar alguém.”

Ela, então, acrescenta: “Apesar do doce ser associado a problemas e transtornos, no transtorno compulsivo alimentar, o indivíduo ingere uma alta quantidade de alimento, não tendo correlação com um tipo de alimento específico, mas, sim, episódios bem definidos. Não podemos confundir beliscadas ou um apetite voraz ao transtorno.”

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comVida & Estilo

Você quer ficar por dentro das notícias de vida & estilo e receber notificações em tempo real?

Notificações