*

Nem toda reforma precisa pôr abaixo a casa inteira. É possível ressignificar um ambiente, colocar ordem ou até criar um cômodo novo sem gastar muito dinheiro e aproveitando os móveis já existentes. Este foi o desafio das arquitetas Bárbara Alvarenga, Deborah Torres e Rafaela Gravia, da Entrequadra Arquitetos, para recriar um apartamento de três quartos no Sudoeste. A família de quatro pessoas queria manter a amplitude da sala, mas criando um espaço com o objetivo de ser um quarto de hóspedes.

“Eles queriam uma obra rápida, sem muita quebradeira e muitas compras. Fizemos o projeto mantendo boa parte do mobiliário que já tinham e os clientes permaneceram em casa durante a reforma”, explica Rafaela. “Uma das demandas era um espaço que fosse mais reservado para essa área social da sala de estar e de jantar. O maior problema da sala era conseguir organizar os espaços perdidos por não terem barreiras de separação”.

A solução encontrada pelo trio de arquitetas foi usar uma estante vazada que unisse os dois ambientes, com um painel de televisão giratório para atender as salas. O pilar ajuda a manter a privacidade, escondendo parte do ambiente.

A arquiteta explica que foi usada uma estrutura neutra e sofisticada que combinava com a visão de espaço clean e iluminado idealizado pelos clientes. “A marcenaria, com um tom mais forte de madeira, a estante vazada em um dourado envelhecido e os móveis existentes deram vida e cor ao ambiente”, conta Rafaela.

No quarto de uma das filhas, as arquitetas intervieram e criaram um cômodo mais moderno e descolado, que fosse versátil para abrigar os estudos, hobbies e maquiagens da estudante de design. “Mudamos a posição dos móveis para dar espaço à uma grande mesa seccionada e funcional”, explica Rafaela. Confira mais imagens do projeto na galeria: