Projeto no Noroeste propõe equilíbrio entre design moderno e aconchego

O ambiente de 150m², feito pela CoDA Arquitetos, foi criado para uma família que queria unir o frio vanguardismo com o conforto tupiniquim

Haruo Mikami/DivulgaçãoHaruo Mikami/Divulgação

atualizado 21/08/2018 16:15

Em tempos de vida moderna atribulada, a casa precisa ser a cara do morador. Funcional, confortável e também estilosa, para facilitar a rotina e se tornar um porto seguro de tranquilidade. Em um dos prédios novos do Noroeste, a equipe da CoDA, capitaneada pelo arquiteto Pedro Grilo, se propôs a unir o que há de novo no design com um toque aconchegante para comportar uma família de quatro pessoas.

“Os apartamentos do Noroeste têm uma diferença dos da Asa Sul, mais estreitos e compridos, cheios de janelas. O centro nesses novos prédios é muito escuro, a cozinha era inadequada. A gente não conseguia achar um jeito porque a planta era ruim. Resolvemos então girar a posição da cozinha e deixar tudo aberto”, conta Grilo. Por isso, o cômodo tem uma característica interessante: há uma porta de cada lado que oferece passagem para os quartos.

O apartamento, originalmente, tinha quatro quartos na planta, mas foi entregue, a pedido dos moradores, com três, tem 150 m². Os quartos são grandes e a equipe conseguiu até separar o cômodo das filhas em área de dormir e brincar — no futuro, a ideia é que as duas possam ocupar, cada uma, um ambiente. O objetivo era um projeto moderno, mas confortável.

“Conseguimos um quê de design escandinavo (moderno, elegante e clean), funcional e seguro (por conta das crianças). O moderno acaba deixando as coisas meio frias. Decidimos trabalhar com cores leves e vegetação, que traz a sensação de bem estar para o ambiente e enfatiza a característica de lar”, explica a arquiteta Mariana Freitas, uma das responsáveis pelo projeto.

A laje nervurada faz parte da estrutura do prédio e a ideia inicial era deixá-la aparente por todo o teto para aumentar o pé direito e dar a sensação de amplitude. Mas, como as áreas molhadas exigem fiações e tubulações, a decisão foi cobrir essas partes com gesso branco, criando uma divisão entre a sala e a cozinha. Outro ponto importante, que deixa o apartamento com a cara de Brasília, é o uso de cobogós pintados em contraste com o concreto.

Veja mais fotos do projeto:

Últimas notícias