Jovem adota gatinho, mas descobre que “pet” era puma selvagem

Na clínica veterinária, ela descobriu que o "pet" era um puma de Yaguarundi. Animal deve voltar à natureza em breve

Reprodução/FacebookReprodução/Facebook

atualizado 21/11/2019 9:38

Em um dia de pesca com os irmãos, uma jovem de Tucumán, na Argentina, encontrou dois “gatinhos” e os levou para casa. Ela levou um susto, no entanto, ao descobrir que os dois bichinhos que havia adotado se tratavam, na verdade, de pumas selvagens.

Florencia Lobo afirma que ouviu os miados dos dois na região onde pescavam e resolveu tirá-los dali. Segundo o jornal El Tucumano, ela batizou o macho e a fêmea de Tito e Dani, respectivamente.

Uma semana depois, Dani morreu. A jovem continuou com Tito, que passou a dormir ao lado dela todos os dias. Nas redes sociais, Florencia até postava fotos com o novo pet.

Tempos depois, ela notou o andar estranho do animal e um machucado na patinha dele. Ao levar o felino ao veterinário, Florencia descobriu a “verdadeira identidade” de Tito, além de uma lesão que precisava de cirurgia para ser corrigida.

“O veterinário não sabia dizer o que ele era, mas suspeitou que Tito não era um gato comum”, disse ela ao jornal.

Com dificuldades de encontrar quem pudesse fazer o tratamento do animal, ela enviou fotos de Tito para um especialista na reserva de Horco Molle, que confirmou que o gatinho era um puma de Yaguarundi, espécie considerada selvagem.

A Fundação Argentina de resgate de Animais (Fara) vai ajudar a devolver Tito ao seu habitat natural. Os especialistas explicaram que o animal provavelmente tem três meses de idade.

Ele já está recebendo tratamento na patinha e, em breve, deve ser reinserido à natureza.

Últimas notícias