Sensibilidade nos dentes é o maior problema bucal dos brasileiros

Condição atinge quase um terço da população e supera a cárie

iStock

atualizado 20/07/2018 17:37

Quem nunca tomou um copo de água bem gelado ou mordeu um sorvete e sentiu uma pontada aguda na boca? Tudo isso é por causa de dentes sensíveis, o maior problema bucal dos brasileiros, segundo levantamento encomendado pela Sensodyne à agência Kantar. De acordo com a pesquisa, 32% dos brasileiros convivem com o problema, que supera a cárie, patologia mais divulgada.

A dentista Ianara Pinho explica que a sensibilidade é causada pelo desgaste do esmalte do dente, que acontece por causa da acidez da boca. Quando os dentes estão cariados, há uma exposição ainda maior à acidez. A sensibilidade aumenta no inverno por causa da brusca mudança de temperatura, gerando choques térmicos na boca. A condição faz a gengiva apresentar inflamações crônicas.

“A temperatura muito fria gera um choque térmico na nossa boca, pois nela temos a temperatura média corporal, de 37ºC, e essa exposição ao frio causa sensibilidade. Com a secura, o paciente respira mais pela boca, pois, muitas vezes, há obstrução das vias áreas, e isso vai desidratar a gengiva, ocasionando a inflamação crônica”, explica.

Ianara recomenda que a dentina, camada mais interna do dente, não fique exposta. Caso ela não esteja protegida, a pessoa deve fazer uma restauração ou cobri-la com a gengiva. Usar pastas dentais adequadas, evitar alimentos muito ácidos ou açucarados, além de fazer tratamento contra cárie, são outras dicar para evitar a sensibilidade.

“Quando há uma grande sensibilidade nos dentes do paciente, é interessante evitar o choque térmico, porque coisas muito geladas vão gerar essa vulnerabilidade. Outra coisa que causa desconforto são as pastas com efeito branqueador, pois são muito abrasivas”, comenta a dentista. Segundo ela, o uso de escovas muito duras e intensidade forte de escovação também podem causar desgaste e expor a dentina.

Para ajudar temporariamente, Ianara recomenda usar pastas específicas para sensibilidade e evitar escovas muito duras. É preciso consultar um dentista para determinar a causa da condição, uma sensação anormal, apesar de comum. A profissional garante que existe tratamento com alternativas cirúrgicas ou laserterapia.

Últimas notícias