Confira 10 mitos e verdades sobre os pelos femininos

Dúvidas sobre o método de depilação, deixar crescer ou até mesmo pintar são assuntos discutidos com frequência pelas mulheres

ISTOCKISTOCK

atualizado 27/02/2019 21:42

Meus pelos, minhas regras… a discussão sobre a presença deles no universo feminino sempre foi motivo de bastante polêmica, desde o Egito e a Grécia Antiga. E a conversa sobrevive até os dias atuais.

É mais saudável mantê-los ou depilá-los? E existe alguma contraindicação em relação a pintá-los? Para esclarecer essas e outras dúvidas que muitas mulheres têm sobre os pelos femininos, o Metrópoles conversou com a dermatologista Clarissa Borges e separou algumas verdades e mitos sobre o assunto.

Confira logo abaixo: 

1. Manter os pelos é falta de higiene, enquanto depilar tudo é uma agressão desnecessária ao corpo e pode comprometer a proteção natural.

Mito. A sociedade moderna avalia a questão dos pelos como uma opção e muitas pessoas estão em busca da praticidade. A higienização está relacionada com a limpeza da região íntima e não com a quantidade de pelos.

2. A depilação pode escurecer a pele.

Mito. Esse fator vai depender do método de depilação utilizado. O procedimento contínuo da retirada dos pelos causa microfissuras na pele. O uso da gilete agrava esse processo de inflamação. Portanto, é recomendável adotar a abordagem da cera, pois o crescimento dos pelos é mais lento.

3. Retirar os pelos com a gilete ajuda a escurecer a axila.

Verdade. Todo processo que atinge a axila é prejudicial à pele. Como dito acima, é danoso o uso contínuo da lâmina. Com a gilete sendo utilizada de forma rotineira, mais melanina será gerada, o que, consequentemente, escurecerá a região.

4. O uso de limão nas partes escuras ajuda a clarear a pele.

Mito. A aplicação de limão pode resultar em uma irritação química. Em casos mais graves, há chances de isso causar uma alergia e até mesmo queimaduras.

5. Depois da depilação, o ideal é não usar desodorante.

Verdade. O interessante é, logo após a depilação, usar um hidratante. O desodorante pode ser utilizado no dia seguinte, para não irritar a pele.

6. O sentido em que se passa a lâmina na pele interfere no crescimento dos pelos.

Mito. Isso só acontece na depilação com ceras, pois com uma única puxada a quantidade de pelos retirada é grande. O que afeta realmente o crescimento é a genética e os hormônios.

7. Descolorir os pelos facilita o crescimento e ajuda a clarear a pele.

Mito. O primeiro passo para aplicar o descolorante é verificar se a pessoa é alérgica à mercadoria. Se a pele estiver irritada ou for sensível, o uso pode ser prejudicial. Caso contrário, antes da utilização do produto, é recomendável manter a derme hidratada.

8. Colorir os pelos é prejudicial para a pele.

Verdade. Para quem tem alergia, não é recomendável usar nenhum produto que atinja a pele. Como já dito na descoloração, é importante fazer o teste antes. Caso não seja detectada nenhuma possibilidade de reação negativa, procure produtos específicos para tingir os pelos.

9. Na depilação a laser, as peles escuras são mais difíceis de aderir ao procedimento.

Verdade. O tratamento em peles escuras é mais demorado, mas possível. É importante que pessoas de pele morena ou negra procurem equipamentos próprios para elas.

10. Depilar as áreas mais delicadas do corpo, como sobrancelhas e buço, pode deixá-las flácidas.

Mito. A decorrência da flacidez se deve ao enfraquecimento das fibras de colágenos do corpo. O uso da cera não é um método intenso para a pele.

Últimas notícias