Aumento peniano: veja conversa exclusiva com médico do sertanejo Tiago

Cláudio Eduardo Pereira de Souza detalhou o procedimento, cuja procura aumentou exponencialmente no último mês

atualizado 06/08/2021 18:00

Cortesia

Após o sertanejo Tiago, da dupla com Hugo, realizar a faloplastia e falar abertamente sobre a cirurgia de aumento peniano nas redes sociais e na mídia, a procura pelo procedimento cresceu exponencialmente no país. Apenas na clínica do cirurgião plástico Cláudio Eduardo Pereira de Souza, responsável pela operação do cantor, há 200 pacientes à espera para fazer a cirurgia.

“Realizo a faloplastia há alguns anos, mas a popularidade da cirurgia nunca esteva tão alta”, revela o cirurgião plástico ao Metrópoles. Segundo o profissional de Blumenau, em Santa Catarina, Tiago foi realmente quem incentivou a procura pelo procedimento.

“Os pacientes costumam manter sigilo sobre o procedimento por vergonha. O fato de Tiago falar abertamente sobre a experiência dele popularizou e desmistificou a cirurgia”, avalia o especialista.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Segundo ele, a intervenção dura cerca de duas horas e é capaz de aumentar o pênis de dois a cinco centímetros, dependendo da anatomia de cada pessoa. Após receber alta, o paciente precisa ficar 30 dias sem relações sexuais.

“Agora, cientes de que há solução para o problema, os homens chegam à clínica esperançosos. Tenho recebido até senhores de 60 anos que passaram uma vida inteira com baixa autoestima por causa do pênis pouco avantajado”, compartilha.

Faloplastia X Bioplastia

O médico explica a diferença entre os procedimentos, ambos com intuito de melhorar a aparência do órgão sexual masculino.

“A faloplastia é a cirurgia plástica do pênis. Ela pode aumentar apenas o comprimento, apenas o diâmetro ou os dois. A maioria dos pacientes opta pela cirurgia completa”, elucida.

“Já a bioplastia nada mais é do que o preenchimento do pênis com ácido hialurônico ou PMMA, um perigoso acrílico que alguns médicos de reputação duvidosa insistem em usar. O material não é compatível com o organismo, pode deformar o órgão sexual e levar à amputação”, alerta.

Vale salientar que o tamanho médio do pênis no Brasil é de 14 cm. Entre 12 e 16 cm, o órgão é considerado dentro da média global. A título de curiosidade, o país mais “bem dotado” é a República Democrática do Congo, com 17,9 cm. O menos avantajado é o Nepal, com 9,3 cm.

O cirurgião Alexandre Nunes, de Brasília, e o especialista em sexualidade humana Marcio Dantas de Menezes, de São Paulo, também estão entre os médicos que realizam o aumento peniano no país.

Mais lidas
Últimas notícias