Após morte suspeita, especialistas indicam cuidados com piercing

Jovem de 20 anos morreu após uma infecção generalizada supostamente causada por um piercing no nariz. Veja como evitar complicações

atualizado 13/07/2022 14:56

Piercing vibratório de língua Foto: Steve Prezant/Getty Images

Nesta semana, uma jovem de 20 anos morreu após ter uma infecção generalizada, supostamente causada por um piercing aplicado no nariz. Nesta quinta-feira, o hospital negou a relação entre a colocação da joia e a fatalidade mas, ainda assim, o ocorrido gerou dúvidas sobre como cuidar do acessório. Especialistas explicam que, ainda que o caso não seja comum, ele não é improvável. Separamos algumas dicas e cuidados a serem levados em consideração para evitar complicações com esses furos.

Para a dermatologista Ana Carolina Sumam, a região do rosto é uma área sensível e conectada, via corrente sanguínea, a outras partes do corpo, como o cérebro. De acordo com a especialista, por conta da vascularização da região do nariz e ao redor da boca, esses vasos sanguíneos têm “acesso” ao cérebro.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

“Entre as possíveis complicações que as perfurações podem causar estão os processos inflamatórios, infecciosos e até sangramento”, ressalta a especialista. Ao desencadear essas complicações, o paciente pode vir a ver uma reação granulomatosa, quando um corpo estranho causa maior predisposição a infecções fúngicas e bacterianas.

Região colonizadora

“Regiões como a mucosa oral e nasal são regiões mais colonizadas. Ou seja, têm uma quantidade maior de bactérias”, afirma Sumam. “Essas bactérias podem acabar se disseminando pela corrente sanguínea e se alojando no cérebro”, explica. Ao se alojarem no órgão, pode-se desenvolver uma meningite ou até mesmo uma encefalite.

Para a dermatologista Natasha Crepaldi, o caso da jovem poderia ter sido evitado. “Além de realizar um procedimento em um local adequado, com alvará de vigilância sanitária, ela deveria ter sido orientada a procurar um médico em caso de reações”, lamenta.

Pensando nisso, o Metrópoles separou algumas dicas, pontuadas por especialistas, sobre o que deve ser feito antes e depois de colocar um piercing.

Como evitar complicações

1. Consulte um dermatologista antes da colocação, para que ele possa fazer as orientações necessárias a fim de evitar uma infecção ou inflamação no local;

2. Procure um bom profissional e com especialidade para a aplicação do piercing;

3. Tenha certeza de que uma boa joia será aplicada na região perfurada;

4. Atente-se à higiene, faça a assepsia do local e o mantenha sempre bem limpo. Eventualmente, faça o uso de uma pomada com antibiótico ou anti-inflamatória;

5. Se estiver passando por qualquer alteração de imunidade, espere esse período passar para então colocar o piercing;

6. Se tiver alguma doença de baixa imunidade não coloque piercing;

7. Caso desenvolva qualquer tipo de reação (febre, dor, pus ou calor no local, por exemplo), consulte imediatamente um dermatologista para que o processo não evolua para uma infecção e desencadeie consequências piores.

Quer ficar por dentro das novidades de astrologia, moda, beleza, gastronomia, comportamento e bem-estar e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesastrologia

Mais lidas
Últimas notícias