Truque de beleza: conheça as laces que fazem a cabeça das celebridades

Celebridades como Beyoncé, Ludmilla, Marina Ruy Barbosa e Pablo Vittar estão entre as adeptas das inovadoras perucas

Reprodução/InstagramReprodução/Instagram

atualizado 22/08/2019 19:13

Desde que celebridades como Marina Ruy Barbosa, Bruna Marquezine, Ludmilla e Pabllo Vittar começaram a ostentar looks diferentões em suas aparições públicas, as laces wigs caíram  de vez no gosto popular. O truque de beleza é conhecido por estrelas internacionais como Beyoncé e Rihanna há tempos, mas só recentemente passou a ser objeto desejo das brasileiras, incluindo “as mortais”, que não pertencem ao meio artístico. 

A principal diferença entre as tradicionais perucas e as laces está no aspecto natural da segunda opção. O efeito é resultado da tela semelhante ao couro cabeludo, na qual os fios são tecidos um a um. O visual final consegue ser ainda mais impressionante nas extensões que possuem um silk top – uma tela dupla de seda, que esconde a costura dos fios e proporciona um acabamento refinado.

Ou seja, se você acreditou que para ostentar madeixas platinadas Marina Ruy Barbosa teria abandonado o cabelo ruivo que virou sua marca registrada, saiba que não está sozinho. Elas foram fabricadas com muito zelo, e exatamente para isso. 

Full, front e top

As perucas high tech  se dividem em categorias: a full lace, queridinha das famosas, possui “tela” em toda a extensão. O resultado é um cabelo cheio e versátil e que se adapta a praticamente qualquer penteado, incluindo o rabo de cavalo. 

No mercado, existem também as front laces, que possuem tela apenas na parte frontal e, algumas vezes, no local onde o cabelo é repartido;  e as top laces, onde a touca fica no alto da cabeça.

Outro aspecto que deve ser levado em consideração na hora de adquirir uma lace é a densidade.  É ela que vai definir se a peruca será mais rala ou mais volumosa em cabelo, e pode variar de 100% a 200%, sendo que valores menores recebem menos fios e os maiores recebem mais fios.

Para um look natural, prefira densidades entre 130% e 150%, pois menos que 130% a peruca fica muito rala, e mais que 150% o resultado muito volumoso pode se tornar um tanto artificial. A densidade é aplicada apenas para perucas feitas de cabelo humano.

 

Tipos de fio

O material dos fios também tem um impacto significativo – tanto na aparência da lace quanto no investimento necessário para adquirir uma.  Extensões de cabelo humano certamente são mais cobiçadas. Uma full, por exemplo, pode chegar a R$ 5 mil.

Também é possível optar pelo cabelo sintético, produzido com fibra futura. O material é muito semelhante ao cabelo humano e não tem brilho artificial de peruca de carnaval. Elas suportam temperaturas de até 200°C, mas diferentemente do cabelo humano, não devem ser tingidas ou tonalizadas.

Há, ainda, o cabelo orgânico, muito similar ao humano no toque e na forma de cuidar; e o cabelo 100% humano ou human blend hair. Apesar do nome, trata-se da uma mistura de fios humanos com os sintéticos.

Reprodução/Pinterest
Full, em português, significa todo, completo, cheio. Assim, as full laces possuem uma touca onde todos os fios são tecidos à mão, um por um
Durabilidade

A aplicação das laces pode ser feita por um profissional ou em casa. O “modo de uso”  varia de marca para marca, além dos tipos disponíveis no mercado. A dica comum a todas é prender o cabelo original de modo que ele fique com o menor volume possível. Assim, as laces terão uma aparência melhor e não descolarão.

Em relação à durabilidade, a dica é: quanto menos você manipular a sua peruca – lavar, escovar, pintar, enrolar, etc – , mais ela irá durar.

No caso das laces sintéticas, a durabilidade média anunciada pela maioria dos fabricantes é de três meses. Depois desse período, os fios começam a perder o brilho e o aspecto natural. No caso das laces com cabelo humano, as madeixas demoram para perder o viço, mas caem com mais facilidade.

Via de regra, as laces longas e também as cacheadas têm validade menor. Curtas e lisas, maior.  No entanto, tudo depende da intensidade do uso e do zelo da dona.

Para prolongar a vida útil, há produtos que selam a costura para que os cabelos não caiam tanto. O mais utilizado no Brasil é o top-loc Knot sealer (selante de nós) em spray.

Autoestima

Comuns nos palcos e red carpets,  as laces passaram a ser desejo de consumo para quem sempre quis mudar o corte, radicalizar na cor ou, ainda, adotar um look diferente em uma ocasião especial, como casamentos, aniversários e formaturas. Além disso, elas podem ser aliadas fundamentais no processo de transição capilar e na recuperação de pessoas que, em virtude de algum tratamento médico, tiveram queda acentuada nos cabelos.

Quem está disposto a fazer o investimento pode procurar salões de beleza que oferecem o serviço e colocam a peruca à perfeição. Além disso, dá para encomendar online em lojas e sites nacionais e internacionais. Alguns fazem o item sob medida, enquanto outros contam com full laces que vêm com ajustes laterais com alças reguladoras e minielásticos. Alguns sites nacionais que fazem a peruca full lace são o Cia dos Cabelos, Lili Hair, Bella Hair e o Wigs In Brazil.

Últimas notícias