Sente seu pé mais grosso e rachado? A quarentena pode ser a culpada

Dermatologista Danglades Eid dá conselhos valiosos para resolver o problema

cuidados com os pésFreepik

atualizado 19/05/2020 11:59

Tem sentido seus pés mais grossos e ressecados desde que começou a fazer home office por conta da pandemia do coronavírus? O problema acontece de forma mais recorrente porque, durante a quarentena, a maioria das pessoas está andando descalça em casa. Quem explica é a dermatologista Danglades Eid, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e responsável pela clínica Dermanuance.

Dermatologista Danglades Eid
Dermatologista Danglades Eid ensina como cuidar dos pés na quarentena

“A pele do pé é mais espessa porque é uma área de compressão. Quando andamos descalço em casa, há um contato mais direto com o chão. Pode acontecer um espessamento como um mecanismo do organismo de proteger a região, que não deve ficar exposta”, explica a médica.

Para contornar o problema, há quem recorra às lixas que, teoricamente, afinariam a pele. O efeito, porém, é justamente o inverso. Quanto mais você lixa, mais acontece o processo de hiperqueratose ou ceratose, como é chamado o espessamento do estrato córneo, camada mais externa da epiderme.

O recomendado, ensina a profissional, é usar chinelos de dedo ou meias para reduzir esse impacto e deixar os pés protegidos.

Tratamento

Há formas simples de contornar o imbróglio. A medida mais segura é usar um hidratante emoliente, perfeito, também, para o tempo mais seco que está a caminho. Os mais indicados são os com 20% ou mais de ureia na composição. Em tempo: em alta concentração, esses cremes não são recomendados para crianças ou gestantes.

Disciplina e paciência são fundamentais para um melhor resultado. “A camada mais superficial da pele demora quatro semanas para ser completamente renovada. Dificilmente vemos melhora de tratamentos tópicos antes desse período”, esclarece Danglades.

Rachaduras

Se além de ressacado o pé também estiver rachado, passe uma pomada de vaselina e, só depois, aplique o hidratante. Use após o banho, depois de secar bem toda a área, principalmente entre os dedos, onde costumam aparecer fungos e micoses.

Quando terminar de aplicar os produtos, enrole o pé em plástico-filme e o proteja com uma meia. “Tire pela manhã e repita esse processo durante um mês”, orienta a dermatologista.

Por fim, fuja de receitinhas caseiras milagrosas que não sejam recomendadas por um especialista. “Elas podem criar o desenvolvimento de uma dermatite de contato. Você pode agredir a pele e causar irritação”, finaliza.

Saúde mental

Outro fator importante é cuidar da saúde mental. Fatores como estresse e ansiedade impactam diretamente na saúde da pele. Veja algumas dicas:

0

 

Últimas notícias