Manta térmica: tratamento estético promete reduzir medidas e celulites

Aliada a técnicas de modelação corporal, ela pode te ajudar a trazer a cintura dos sonhos. Confira os benefícios!

atualizado 30/06/2022 19:49

Redução de medidas, mulher com fita métrica na barriga Reprodução/ Freepik

Diminuir a cintura, delinear o corpo, acabar com a celulite e combater de vez a gordura localizada: esses e outros desejos são o motivo de brasileiras procurarem clínicas de estética. O aumento considerável da procura por massoterapias, drenagens, massagens modeladoras e tratamentos específicos para o corpo fez crescer a busca por métodos diferenciados que prometem resultados efetivos.

Para se ter uma ideia, somente no primeiro trimestre de 2022 houve um aumento de 390% na procura por procedimentos estéticos em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) feito com mulheres entre 25 e 48 anos.

Um dos procedimentos mais procurados é a terapia estética, tendo a manta térmica como a opção mais lembrada. De acordo com a massoterapeuta Kátia Moreira, que trabalha na área há 20 anos utilizando a manta em Brasília, o tratamento é indicado para quem quer uma mudança corporal significativa.

“Ela tem muitos benefícios para a saúde e para o visual. Ela quebra as células de gordura e estimula a sudorese, ajudando a reduzir medidas por meio do ‘desinchaço’ causado pela retenção de líquidos, acúmulo das células de gordura e inflamação do organismo”, contou a profissional ao Metrópoles.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Entre as vantagens, ela auxilia no tratamento contra celulite, promove relaxamento dos músculos, desintoxica o corpo e reduz medidas. “É importante que seja associado a outros tratamentos, como massagem modeladora ou drenagem linfática, para potencializar os resultados”, indica a expert.

Como funciona?

Essa manta é de material maleável e tem temperatura regulável, o que torna seu uso seguro. A ideia é que se utilize em áreas como abdômen, membros inferiores e superiores, sendo muito útil tanto para o tratamento estético, atuando tanto sobre áreas de gordura localizada e celulites quanto sobre músculos (que podem estar em tensão).

A manta é colocada sobre a paciente e atinge temperaturas de 30ºC a 40 ºC. “Não é indicado passar disso, já que a cliente pode passar mal no processo ou causar até queimaduras, se executado de forma errada”, alerta Moreira. Normalmente, a manta é utilizada antes da massagem modeladora ou da drenagem linfática. “Deixo a pessoa 30 minutos na manta e depois faço a massagem”, explica.

Sobre a gordura localizada, o calor da manta pode atuar aumentando o metabolismo local, trazendo mais fluxo sanguíneo para a região, aumentando o calibre dos vasos e a circulação, elevando a oxigenação das células e atuando sobre a retenção de líquidos, liberando toxinas, auxiliando na maleabilização da gordura localizada e ajudando, também, no gasto energético e de calorias, sendo este mecanismo desencadeado pelo uso do calor.

Além disso, pode facilitar, pela vasodilatação gerada, a penetração de ativos termogênicos que podem ser utilizados para potencializar estes efeitos e melhorar a textura da pele, atingindo efeitos positivos sobre a celulite.

Mulher utilizando manta térmica
Há diversos benefícios no tratamento
Quem pode fazer?

Segundo Kátia, é um tratamento sem riscos e com poucas contraindicações. “Gestantes, lactantes, pessoas com queimaduras recentes, pressão alta ou com muitas varizes não podem fazer”, explica Kátia.

É necessário que um profissional qualificado conduza o tratamento a partir de avaliação prévia, observando as contraindicações e traçando a melhor proposta para um programa de tratamento.

A saúde não depende dela!

É importante ressaltar que o uso da manta térmica não exclui a necessidade da prática de atividade física regular e de uma alimentação balanceada e correta.

Quer ficar por dentro das novidades de astrologia, moda, beleza, gastronomia, comportamento e bem-estar e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesastrologia

Mais lidas
Últimas notícias