Inédito: modelo transexual estrela campanha de beleza da Chanel

"Estou profundamente honrada e orgulhosa por representar minha comunidade", comemorou Teddy Quinlivan no Instagram

Getty ImagesGetty Images

atualizado 03/09/2019 18:59

Teddy Quinlivan é a primeira transgênero a estrelar uma campanha de beleza da Chanel. A novidade foi anunciada (e celebrada!) pela própria modelo e ativista nas redes sociais.

“Acho que não choro mais quando as coisas estão tristes, mas não é interessante quando derramo lágrimas em momentos de triunfo? Esse foi um daqueles momentos de choro triunfante para mim”, escreveu a norte-americana, de 25 anos, em seu perfil no Instagram.

“Toda a minha vida tem sido uma luta. Desde o bullying sofrido na escola, crianças ameaçando me matar e entrando em detalhes sobre como elas iriam fazer isso, meu próprio pai me batendo e me difamando, recebendo insultos da indústria depois de falar publicamente sobre ter sido agredida sexualmente na escola e trabalho. Essa foi uma vitória que fez tudo valer a pena”, continuou.

“Sou a primeira trans assumida a trabalhar para Chanel. Estou profundamente honrada e orgulhosa por representar minha comunidade. O mundo vai te por para baixo, cuspir em você e dizer que você não vale nada. Cabe a você ter a força para ficar de pé, seguir em frente e lutar”, concluiu.

Essa não é a primeira vez que Teddy assina um trabalho para a grife francesa. Antes de anunciar publicamente sua identidade de gênero (em setembro de 2017), ela desfilou duas vezes para o império de Coco Chanel. Ao longo da carreira, também emprestou sua beleza para outras marcas consagradas do mundo da moda, como Oscar de la Renta e Chloé.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

💄CHANEL BEAUTY💄 -I find I don’t cry anymore when things are sad, but isn’t it interesting when we shed tears in moments of triumph. This was one of those triumphant cry moments for me. My whole life has been a fight. From being bullied at school consistently, kids threatening to kill me and going into graphic detail how they were going to do it, my own father beating me and calling me a fagot, to receiving industry blowback after speaking publicly about being sexually assaulted on the job… This was a victory that made all of that shit worth it. I had walked 2 shows for Chanel while I was living in stealth ( stealth meaning I hadn’t made my trans identity public yet) and when I came out I knew I’d stop working with some brands, I thought I’d never work with the iconic house of Chanel ever again. But here I am in Chanel Beauty Advertising. I am the first openly trans person to work for the house of Chanel, and I am deeply humbled and proud to represent my community. The world will kick you down, spit on you, and tell you you’re worthless. It’s your job to have the strength to stand up and push on, to keep fighting, Because if you give up then you will never experience the tears of triumph. Thank you to everyone who made this dream a reality! @nicolaskantor @shazmakeup @sebastienrichard1 @casadevallbelen

Uma publicação partilhada por Theodora Quinlivan (@teddy_quinlivan) a

Últimas notícias