Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Sabrina Pessoa, Marcella Freitas, Carina Benedetti e Luiz Maza

Brasileira é a primeira modelo transexual da Victoria’s Secret

À coluna, Valentina Sampaio fala sobre a novidade e diz que processo de inclusão é lento, mas aos poucos acontece

atualizado 05/08/2019 18:18

Reprodução/Instagram/@valentts

Enquanto o mundo da moda começou a abraçar a diversidade e implementar práticas inclusivas, a Victoria’s Secret continuou apegada a um casting pouco variado. A grife de lingeries enfrentou uma série de críticas e até um período de risco de falência, por nadar contra a corrente. Depois de cancelar o Victoria’s Secret Fashion Show de 2019, decidiu atender a um pedido antigo do público e escalou uma modelo transexual para trabalhar na marca. A escolhida foi a brasileira Valentina Sampaio, de 22 anos.

Vem comigo!

 

A novidade foi anunciada pela própria modelo no Instagram. Ela compartilhou um clique no backstage de uma campanha da linha Pink da Victoria’s Secret. “Nunca pare de sonhar”, escreveu Valentina na rede social.

À coluna, a top model revelou que sempre sonhou estar entre as famosas angels da etiqueta. “Eu sempre quis estar lá para levar a diversidade, empoderar a mulher trans e levantar nossa bandeira”, afirmou, em entrevista exclusiva.

Questionada sobre a demora da gigante das lingeries em aderir à inclusão de modelos transexuais em seu casting, a cearense acredita que o processo de evolução é lento, mas, aos poucos, está acontecendo.

“A sociedade e as empresas vêm aprendendo muito sobre a importância de abraçarem as diferenças e respeitarem a diversidade. Estamos conquistando novos espaços. Aparecemos nas capas de revista, depois na TV e, agora, na VS”, conta ela sem esconder a alegria. “Só tenho a comemorar por essa nova conquista. É um momento que representa muito”, disse.

Reprodução/Instagram/@ valentts
Valentina Sampaio é a primeira modelo trans da Victoria’s Secret

 

Com o cancelamento do Victoria’s Secret Fashion Show 2019, não se sabe se a atração anual da marca voltará a acontecer, mas Valentina não esconde o desejo de cruzar a tradicional passarela da label com um par de asas nas costas. “Desfilar para a Victoria’s Secret continua sendo um sonho, sim!”, finalizou.

Atualmente única angel brasileira da Victoria’s Secret, Lais Ribeiro aprovou a novidade. Ela curtiu e comentou a publicação com emojis de palmas.

Reprodução/Instagram/@ valentts
A modelo comemorou a novidade nas redes sociais

 

Alessio Albi/Reprodução/Instagram/@ valentts
Ela é cearense e tem 22 anos

 

Elle Mexico/Reprodução/Instagram/@ valentts
Com a carreira em ascensão, Valentina tem talento de sobra para mostrar ao mundo

 

Reprodução/Instagram/@ valentts
A Victoria’s Secret contratou Valentina depois de muitos pedidos do público por mais representatividade

 

Valentina Sampaio nasceu no município de Aquiraz, na região metropolitana da capital do Ceará. Lançada pela Joy Model, estreou nas passarelas no Dragão Fashion Brasil.

No currículo, a jovem acumula trabalhos para grifes como Balmain, L’Oréal e Marc Jacobs. Também já estampou revistas renomadas, como Elle, L’Officiel e Issue. Valentina foi, inclusive, a primeira transgênero a ser capa da Vogue Paris.

Reprodução/Vogue Paris
Valentina na Vogue Paris, em 2017

 

Reprodução/Elle Brasil
A modelo também já foi capa da Elle

 

Reprodução/Elle Mexico
Capa da Elle do México, em maio deste ano

 

Reprodução/L'officiel
Capa da L’Officiel na Turquia

 

Reprodução/Issue Magazine
Valentina para Issue Magazine

 

Reprodução/Vogue Brasil
Valentina na Vogue Brasil

 

A contratação de uma modelo trans pela Victoria’s Secret é um passo significativo e valoroso. No entanto, a marca ainda tem um longo caminho a percorrer para se desprender de padrões irreais de beleza. Vamos ficar de olho!

Colaborou Rebeca Ligabue e Danillo Costa

 

Mais lidas
Últimas notícias