*

A sustentabilidade é um conceito em alta e se aplica a vários segmentos, inclusive o da beleza. Por isso, cada vez mais empresas e clientes investem em makes sustentáveis. A partir dessa demanda, surgiram produtos naturais, orgânicos e veganos, além dos cruelty-free. Apesar de parecerem conceitos similares, cada um tem suas particularidades e benefícios diferentes. Entenda as diferenças:

Michelle Chiliane, maquiadora do Oliver Salon, aponta que a procura por esse tipo de produto cresceu, principalmente, porque as pessoas buscam uma pele mais saudável, sem carregá-la com produtos industrializados. “Por não ter conservantes e substâncias químicas, as pessoas acabam preferindo já que são esses ingredientes que prejudicam a pele”, explica.

Ela esclarece que os cosméticos veganos não possuem nenhum tipo de ingrediente de origem animal, mas podem ter complementos artificiais ou sintéticos. Já os orgânicos e naturais são um pouco parecidos. “Os orgânicos precisam ter, pelo menos, 95% de matéria prima orgânica, como água e óleos essenciais, e são livres de agrotóxicos. Podem ter componentes sintéticos, mas não conservantes. Já os naturais não possuem aditivos químicos e sintéticos, ou seja, não possui nada desenvolvido em laboratório de forma artificial, ou ingredientes geneticamente modificados, alguns corantes e fragrância”.

Divulgação

A BAIMS é uma marca de maquiagem vegana e orgânica certificada pela EcoCert, que garante que seus produtos são livres de ingredientes tóxicos e estão de acordo com as legislações ambiental e trabalhista. Ela possui também os selos da The Vegan Society e da Peta

 

Michelle aponta que a qualidade é a mesma que a dos produtos industrializados. “O mercado trabalha buscando algo parecido com o industrial e acaba atingindo um resultado melhor. Cerca de 70% das pessoas tem alguma alergia de pele e também costumam buscar produtos orgânicos e naturais para amenizar os efeitos.

Maquiador queridinho das noivas brasilienses, Chiquinho Alves indica que a origem dos produtos ajuda a diferenciar ainda mais. “Os itens naturais usam componentes da natureza, enquanto os orgânicos apenas ingredientes que vêm do chão. Ele pode ser vegano também, contanto que não tenha nada de origem animal, como o mel por exemplo, nem seja testado em animais”, exemplifica.

Bioart/Divulgação

A Bioart possui cosméticos orgânicos e veganos, feitos com ingredientes naturais, sem produtos tóxicos e fragrâncias sintéticas

 

Ele credita a busca por esse tipo de cosméticos também a uma busca por uma vida mais saudável e natural. “Não à toa, as pessoas querem uma alimentação mais natural e consumir produtos orgânicos. É pela saúde mesmo”, afirma.

Chiquinho revela que os produtos naturais e orgânicos possuem uma absorção maior, o que proporciona mais qualidade e acaba funcionando como tratamento para pele. “Esses itens não ressecam e são visivelmente melhores. Hoje em dia, todas as lojas de cosméticos e grandes marcas possuem uma linha natural ou orgânica. Eu gosto muito da marca Clinique”, recomenda.