Dicas de “skincare” para manter a pele saudável em todas as idades

Dermatologista responde quando é o ideal para começar a ir a especialistas e quais produtos são indicados dependendo da fase da vida

iStockiStock

atualizado 26/10/2018 17:32

Manter a pele saudável e bonita durante a vida requer esforço. A rotina para isso não é complexa, mas precisa ser regular e iniciada o quanto antes. Para saber como cuidar da região e dar dicas para o dia a dia, conversamos com a dermatologista da clínica Dermasense Andréa Sampaio.

A especialista diz que alguns hábitos começam na infância e devem ser levados até o final da vida. Ingerir bastante água, aplicar protetor solar com frequência, lavar o rosto de uma a duas vezes ao dia dependendo do tipo de pele, hidratar levemente e sempre remover a maquiagem de forma adequada são as “regras de ouro”.

Já outras dicas variam de acordo com a idade. “Recomendo ir à dermatologista de forma regular a partir dos 25 anos, e antes, se tiver alguma doença ou irritação na pele, acne, ressecamento ou lesão cutânea”, afirma.

Confira os cuidados necessários para a pele de cada idade:

Aos 20

 

No começo da vida adulta, a maior preocupação dos dermatologistas é controlar a oleosidade da pele. Para isso, são indicados sabonetes para secar um pouco a derme e evitar a acne.

“Também é quando começamos a prevenção contra rugas e sinais de expressão com produtos específicos para cada paciente e damos bastante destaque ao protetor solar”, conta Andréa.

Aos 30

 

Essa é a época das primeiras rugas e pequena sensação de flacidez da pele, causada pela menor produção de colágeno. “A partir dos 30 anos, podemos pensar em implementar produtos antienvelhecimento, com ácidos e bastante vitamina C, na rotina”, fala a dermatologista.

A lavagem e hidratação do rosto são avaliadas novamente, mas podem seguir iguais dependendo do tipo de pele.

Aos 40

 

Depois dos 30, a perda de colágeno e elastina é intensificada. O dano solar acumulado durante a vida começa a ficar mais evidente e os cuidados devem ser reforçados. Apesar de a pele estar mais madura, ela pode continuar oleosa e com partes secas.

“Aumentamos o uso dos cosméticos antienvelhecimentos, caprichamos no protetor solar e entram em cena produtos contra flacidez e que promovem firmeza”, explica Andréa. Para combater a secura, a dermatologista indica aplicar hidratantes leves, como em gel ou sérum, à noite.

A partir dos 50

 

Dos 50 anos em diante, a pele necessita de mais atenção. Para limpar o rosto, a recomendação de Andréa é que sejam usados produtos com pouca ação detergente. O protetor solar e a hidratação seguem as mesmas.

A dermatologista também indica ácidos clareadores potentes para tirar as manchas do rosto. Para os pacientes que buscam uma aparência revitalizada da pele, podem ser feitos peelings e bioestimuladores para aumentar o colágeno e aplicação de botox.

Últimas notícias