Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

André Mendonça foi paciente, diz ministra do Planalto

Ministra de Governo, Flávia Arruda comemorou aprovação de André Mendonça ao STF; indicado de Bolsonaro esperou quase cinco meses

atualizado 02/12/2021 0:38

Flávia Arruda e André MendonçaColuna Guilherme Amado

A ministra de Governo, Flávia Arruda, afirmou nesta quarta-feira (1º/12) que André Mendonça foi paciente e sereno em sua espera para ser aprovado pelo Senado como ministro do STF. Quase cinco meses depois de ser indicado por Jair Bolsonaro, Mendonça foi referendado por 47 votos a 32 no plenário da Casa, em votação apertada.

Depois da vitória no plenário, Mendonça encontrou aliados no gabinete da Presidência do Senado. Além de Flávia Arruda, estavam presentes o deputado bolsonarista Coronel Tadeu e a senadora Eliziane Gama, que foi a relatora da indicação de Mendonça no Senado.

“A aprovação de André Mendonça no Senado mostra que o presidente Jair Bolsonaro acertou na indicação do seu nome para o STF. André Mendonça foi paciente e deu, sobretudo, uma demonstração de serenidade, equilíbrio e conhecimento para o cargo”, disse Flávia Arruda à coluna.

Flávia Arruda e André Mendonça, depois que o Senado aprovou o ex-ministro para o STF

Nome “terrivelmente evangélico” de Bolsonaro ao Supremo, Mendonça será ministro do tribunal por 26 anos, até 2047. O presidente da corte, Luiz Fux, deseja que a posse do novo colega aconteça no próximo dia 16, ainda neste ano.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna