Vida pós-Covid: 20% dos recuperados sentem ansiedade, depressão ou insônia

Pesquisa da Universidade de Oxford mostra que uma em cada cinco pessoas que passam pela doença recebe diagnósticos assim após a infecção

atualizado 10/11/2020 15:54

cérebroWestend61/Getty Images

De acordo com uma pesquisa feita pela Universidade de Oxford e publicada no periódico científico The Lancet Psychiatry Journal, um em cada cinco pacientes com Covid-19 é diagnosticado com doenças mentais pela primeira vez três meses depois da infecção.

Segundo o levantamento, que analisou dados de 69 milhões de pessoas nos Estados Unidos – 62.345 com Covid-19 confirmada –, 20% tiveram diagnóstico de ansiedade, depressão ou insônia. A estatística é quase o dobro da observada em outros indivíduos saudáveis pelo mesmo intervalo de tempo.

Pessoas com histórico de doenças mentais também se mostraram mais vulneráveis a novos problemas psiquiátricos. Em entrevista ao jornal The Independent, Paul Harrison, um dos responsáveis pelo estudo, diz que os resultados mostram que sobreviventes da Covid-19 estão correndo maior risco de problemas de saúde mental.

“Os serviços precisam estar prontos para prover cuidado, especialmente porque nossos resultados possivelmente subestimam o número total de casos. Precisamos urgentemente de mais pesquisas para investigar causas e identificar novos tratamentos”, explica.

0

Últimas notícias